Hoje treinador, ex-Timão contou com ajuda de Ronaldo para estagiar no Real Madrid

Hoje treinador, ex-Timão contou com ajuda de Ronaldo para estagiar no Real Madrid

Por Meu Timão

Rodrigo Beckham jogou no Corinthians em 2004

Rodrigo Beckham jogou no Corinthians em 2004

Foto: Reprodução

Mais lembrado pelas comparações com o inglês David Beckham do que pelo futebol praticado no Corinthians, Rodrigo Juliano Lopes de Almeida, ou Rodrigo Beckham, como era chamado, deixou os campos em 2010 e atualmente se dedica a duas ocupações distintas: uma carreira de técnico de futebol e a bolsa de valores. Como treinador, teve a ajuda ilustre de Ronaldo para se conseguir se aperfeiçoar no meio.

Investindo pesado em sua nova carreira, o ex-meia teve o privilégio de vivenciar o dia a dia de dois dos maiores clubes do mundo. Depois de estagiar no Real Madrid, acompanhou a rotina de trabalho do Barcelona. Para a primeira experiência, inclusive, contou com a ajuda do outro ex-corinthiano.

"Eu tenho uma amizade de muitos anos com o Ronaldo 'Fenômeno', e ele me convidou para passar 10 dias em Madri. Com ele, consegui arrumar uma vaga para acompanhar os treinos e trabalhos do Real Madrid, com o Rafa Benítez. Foi muito bacana!", contou Rodrigo em entrevista ao ESPN.com.br.

No Brasil, os clubes de maior expressão que o meio-campista atuou foram, além do próprio Corinthians, Botafogo, Atlético-MG e Vasco. No Timão, o jogador ficou apenas um ano e disputou 13 jogos, sem marcar nenhum gol. Na Europa, defendeu a camisa do Everton, da Inglaterra, ainda antes de chegar no Parque São Jorge.

A bolsa de valores entrou em sua vida depois que pendurou as chuteiras, mas é a carreira de treinador profissional que recebe mais esforços de Rodrigo. Sua primeira experiência no ramo aconteceu no último ano, quando se tornou auxiliar do Boavista-RJ, durante o Campeonato Carioca de 2014. Neste ano, com o mesmo clube, virou treinador.

"Não é fácil recomeçar um ciclo nessa fase de transição e construir uma nova carreira, ainda mais em um mercado competitivo como o de treinadores. Mas coloquei na minha cabeça que quero dar sequência e, um dia, dirigir grandes clubes", disse.

Depois de 14 anos como jogador de futebol, agora Rodrigo busca criar seu próprio estilo e firmar-se como técnico. "Tive grandes treinadores, que me ajudaram em vários momentos, mas quero ter um estilo novo de comandar", finalizou.

Veja Mais:

  • Corinthians e São Paulo ficaram no 1 a 1 no Morumbi; do lado rival, protestos

    Com direito a dossiê, rival do Corinthians prepara reclamação contra juiz do Majestoso

    ver detalhes
  • Cássio fez discurso emocionante no vestiário do Morumbi

    Preleção do Corinthians no Morumbi teve discurso épico de Cássio: 'F...-se! Problema do São Paulo!'

    ver detalhes
  • Renato Gaúcho havia falado em queda do Corinthians. Quem anda caindo, porém, é o Grêmio

    Probabilidades do BR-17: Corinthians segue em alta, Grêmio despenca e paulistas entram na briga

    ver detalhes
  • Corinthians passa 2017 invicto em clássicos contra São Paulo

    Corinthians relembra gols sobre São Paulo e faz provocação em rede social

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes