Preterido por Mano, meia revela que quase deixou Timão: ‘Agora não saio por nada’

Preterido por Mano, meia revela que quase deixou Timão: ‘Agora não saio por nada’

Por Meu Timão

Na temporada de 2014, Renato Augusto acabou preterido por Mano Menezes, fato que o fez pensar em mudar de equipe

Na temporada de 2014, Renato Augusto acabou preterido por Mano Menezes, fato que o fez pensar em mudar de equipe

Foto: Daniel Augusto Jr./Ag. Corinthians

Homem de confiança do técnico Tite, Renato Augusto nem sempre esteve à vontade no Corinthians. Contratado no início de 2013, o meia foi decisivo para a conquista da Recopa Sul-Americana, diante do rival São Paulo. No ano seguinte, acabou preterido por Mano Menezes, então treinador do Timão.

“Eu não vinha jogando com o Mano no início da temporada. E aí pensei: ‘Será que é melhor sair? De repente sair por empréstimo, para jogar. Vamos ver’. Fomos conversar com o Flamengo para saber se eles estavam interessados. Falei que estava insatisfeito, o Jadson estava muito bem”, revelou Renato Augusto durante participação no programa “Bola da Vez”, da ESPN Brasil.

“O Flamengo falou: ‘Não, beleza, você é um nome forte. A gente te liga dentro de três dias’. Fui para casa, deu os três dias e eles falaram: ‘Olha Renato, eles não querem não’. Beleza, comecei a trabalhar e treinar. Depois comecei a ter oportunidade de novo. Fui bem, peguei uma sequencia e não saí mais. Agora não saio por nada (risos)”, assegurou.

Passado um ano e meio do encontro com os dirigentes cariocas, Renato Augusto virou protagonista do meio-campo do Corinthians, líder do Campeonato Brasileiro. Recuperado de uma incômoda sequência de lesões, o camisa 8 esteve presente em 17 das 21 rodadas disputadas pela equipe alvinegra. Por isso, ele considera que está no melhor momento de sua carreira.

“Sem dúvida, acho que não só do Corinthians, da minha carreira. Hoje eu me sinto muito mais completo, consigo atacar, defender, chegar nas jogadas. A força mental que eu tenho faz uma diferença muito grande”, disse o armador, que ainda elegeu Danilo como um dos maiores companheiros dentro de campo.

“Um cara que eu jogo e taticamente é fantástico hoje, o Danilo. Ele dá dois passos e te deixa sozinho. Os caras falam: ‘Ah, ele é lento’. Ele sempre foi lento, mas é um cara que é muito inteligente”, completou.

Veja Mais:

  • Carille viu seu time tropeçar de novo no segundo turno do Campeonato Brasileiro

    Chances de título do Corinthians seguem caindo; matemáticos colocam arquirrival de vez na briga

    ver detalhes
  • Livro dá chance para torcedores participarem de aula de fotografia na Arena Corinthians

    Workshop de fotografia na Arena é uma das recompensas para quem apoiar o livro do estádio

    ver detalhes
  • Cássio foi mais uma vez chamado por Tite

    Cássio é convocado por Tite e desfalca Corinthians em até três jogos no Brasileirão

    ver detalhes
  • Pablo segue com a situação indefinida para 2018

    Bordeaux endurece com agente de Pablo e avisa: para outro clube o valor é dobrado

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes