Sem uso desde a inauguração da Arena, Pacaembu deverá ser reformado pela prefeitura

Sem uso desde a inauguração da Arena, Pacaembu deverá ser reformado pela prefeitura

Por Meu Timão

A ideia da prefeitura de São Paulo é instalar uma cobertura retrátil na antiga casa corinthiana, além de implantar cadeiras nas arquibancadas

A ideia da prefeitura de São Paulo é instalar uma cobertura retrátil na antiga casa corinthiana, além de implantar cadeiras nas arquibancadas

Foto: Rodrigo Coca/Ag. Corinthians

Após a inauguração da Arena Corinthians, em maio de 2014, o Pacaembu deixou de ser um estádio onde equipes de grande expressão do futebol brasileiro mandam suas partidas. Pouco utilizado, o espaço passará por uma ampla obra de modernização a partir do próximo ano. A informação é do portal G1.

A ideia da prefeitura de São Paulo é abrir uma licitação no primeiro trimestre de 2016, e iniciar a reforma da antiga casa corinthiana no segundo semestre. “Correndo tudo bem na licitação, até o final do ano, mais ou menos em setembro (de 2016), tem condição de começar”, confirmou o secretário de Esportes, Celso Jatene (PTB).

Até o momento, três empresas demonstraram interesse em na concessão do estádio Paulo Machado de Carvalho: Associação Casa Azul (desenvolve projetos de arquitetura e urbanismo), e os consórcios Arena Estádios-AGR e Fernandes Arquitetos-SBP do Brasil. O chamamento público foi aberto pela prefeitura no início de 2015.

De acordo com o secretário, o governo municipal aguardava a resposta de seis organizações. Contudo, os interessados em participar da obra no Pacaembu tinham até o último dia 31 para apresentar suas ideias, e não o fizeram. “Eu gostaria de ter recebido os seis. Mas acho que três mantém a discussão tramitando”, acrescentou.

Agora, as propostas serão analisadas pelo Conpresp, órgão municipal do patrimônio histórico, e Conhdephaat, o órgão estadual – o objetivo é verificar de os projetos ferem o tombamento do espaço, construído na década de 40. A prefeitura prevê que o investimento na concessão será de, no máximo, R$ 300 milhões. O gasto anual com a manutenção do estádio é de R$ 9 milhões.

Um dos objetivos traçados pelo governo municipal é a possibilidade de instalar uma cobertura retrátil no Pacaembu, da implantação de cadeiras por toda a arquibancada. A empresa vencedora da licitação ainda deverá construir novos banheiros e incluir o serviço de wi-fi aos torcedores e visitantes.

Veja Mais:

  • Guilherme Arana disputará Sul-Americano no Equador

    Corinthianos são convocados para Sul-Americano Sub-20; Jabá fica fora

    ver detalhes
  • Internacional foi alvo de gafe da Fifa

    Fifa comete gafe, troca escudo do Internacional e põe foto do Corinthians no lugar

    ver detalhes
  • Alan Mineiro não fica no Corinthians em 2017

    [Teleco] Alan Mineiro não fica no Corinthians em 2017

    ver detalhes
  • Luidy foi nomeado o melhor jogador do estado de Alagoas em 2016

    Reforço do Corinthians é eleito melhor jogador do ano em AL

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes