Exemplo de raça, Zé Maria fez sua última partida pelo Timão há 32 anos

Exemplo de raça, Zé Maria fez sua última partida pelo Timão há 32 anos

Por Meu Timão

Zé Maria esteve na inauguração da Arena Corinthians

Zé Maria esteve na inauguração da Arena Corinthians

Foto: Rodrigo Coca/Ag. Corinthians

Depois de 597 partidas pelo Corinthians, no dia 10 de setembro de 1983, o lateral-direito com mais raça da história do clube entrava em campo pela última vez e se despedia do Alvinegro. Há 32 anos, Zé Maria encerrou sua carreira no Timão na partida contra o Santo André, válida pelo Campeonato Paulista daquele ano.

Com 1,76 de altura e 82 quilos, o jogador ganhou apelidos como "Super Zé", "Cavalo de Aço" e "Robô", todos fazendo referência ao seu porte físico. Ao todo, em seus 13 anos de clube, Zé Maria fez 598 jogos e marcou 17 gols. Além disso, também fez parte do elenco que quebrou o jejum de 23 anos sem títulos, conquistando o Campeonato Paulista em 1977, 1979, 1982 e 1983.

O episódio mais marcante de sua carreira aconteceu no duelo contra a Ponte Preta, quando sofreu um corte no supercílio e ainda assim insistou ao médico que poderia voltar para o campo. Com o uniforme branco manchado de sangue, entrou para a história do Corinthians, dando um grande exemplo de raça e determinação.

No amistoso festivo que marcou a inauguração da Arena Corinthians, em 10 de maio de 2014, Zé Maria entrou em campo no novo estádio Alvinegro, ao lado de Rivellino, Wladimir, Ronaldo e outros ídolos da história do Timão.

Confira a ficha técnica da última partida de Zé Maria pelo Corinthians

Corinthians 0 X 0 Santo André
10/09/1983
Campeonato Paulista - Segundo turno
Estádio: Bruno José Daniel - Santo André, SP
Árbitro: Roberto Nunes Morgado
Público: 19.189

Corinthians: Solito, Alfinete (Zé Maria), Mauro, Wagner, Ronaldo, Paulinho, Biro-Biro (Luís Fernando), Zenon, Ataliba, Casagrande e Eduardo. Técnico: Jorge Viera.

Santo André: Tonho, Marcos Nunes, Neto, Marajó, Sôni, Élcio, Rota, Jaiminho, Brinda (Gérson), Vanderlei e Márcio Fernandes. Técnico: Jair Picerni.

Veja Mais:

  • Michel (à esq.) e o sobrinho foram ao Maracanã naquele 23 de outubro

    Terceiro corinthiano solto no Rio desabafa: 'Fui pra ver o jogo, não pra brigar'

    ver detalhes
  • Torcedores na Arena poderão adicionar patch da Chapecoense em camisas

    Loja da Arena irá personalizar grátis camisas em homenagem à Chapecoense

    ver detalhes
  • Corinthians já definiu profissionais que devem permanecer e ser negociados

    Isaac, Mendoza, Oswaldo... Confira quem chega e quem sai do Corinthians

    ver detalhes
  • É tudo política, estúpido!

    [Marco Bello] É tudo política, estúpido!

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes