Em jejum de Brasileiro, Grêmio propõe mudanças que podem prejudicar o Corinthians

Em jejum de Brasileiro, Grêmio propõe mudanças que podem prejudicar o Corinthians

Por Meu Timão

Romildo Bolzan Júnior, presidente do Grêmio, propõe mudanças no futebol

Romildo Bolzan Júnior, presidente do Grêmio, propõe mudanças no futebol

Foto: Divulgação/TXT Assessoria

A última conquista do Campeonato Brasileiro pelo Grêmio foi em 1996, quando o torneio ainda era disputado no formato "mata-mata". Bicampeão nacional, o clube vive um jejum de títulos desde 2010, quando venceu o Campeonato Gaúcho. Nesse contexto, o time propõe mudanças no futebol brasileiro. Com alterações que passam por questões de cotas de TV, calendário, campeonatos, arbitragem e relação com a CBF, as propostas podem até mesmo prejudicar o Corinthians.

Romildo Bolzan Júnior, presidente gremista e um dos líderes do Conselho de Clubes criado pela CBF (Confederação Brasileira de Futebol), já havia se pronunciado contra o Alvinegro, alegando uma desigualdade de critérios técnicos no calendário do Brasileirão. A respeito dessa questão, nas novas reclamações, indica que as competições nacionais devem ser paralisadas sempre que existam datas Fifa, nas quais alguns jogadores são cedidos às Seleções.

Porém, os desejos que mais esbarram no Corinthians são em relação à redefinição das cotas de televisão e a extinção dos campeonatos estaduais. Na primeira questão, o Grêmio considera injusta a atual divisão das cotas de transmissão, na qual o Timão recebe uma quantia maior se comparado aos outros participantes, que é justificada pela audiência consideravelmente superior. No segundo ponto, o clube gaúcho lidera o movimento pela formação da Liga Sul-Minas que, inclusive, o presidente Alvinegro Roberto de Andrade falou sobre, levando em consideração a força e a capacidade lucrativa do Campeonato Paulista.

Os outros pedidos se enquadram em minimizar falhas da arbitragem introduzindo a tecnologia para o acompanhamento digital das partidas, a legalização da venda de bebidas alcoólicas nos estádios de futebol, a mudança no formato do Campeonato Brasileiro - visando a introdução de eliminatórias nas fases finais - e a maior participação dos clubes no Conselho.

Veja Mais:

  • Facebook é a rede social com mais seguidores do Corinthians

    Principais redes sociais do Corinthians renderam R$ 1 milhão no último ano

    ver detalhes
  • Romarinho dá a cavadinha, encobre Orión e empata a primeira final na Bombonera

    Gol de Romarinho na Bombonera faz cinco anos: 'Marcado na minha vida e na história do Corinthians'

    ver detalhes
  • Jô é o artilheiro do Corinthians nessa fase invicta

    Corinthians completa 100 dias sem derrota; equipe de Carille tem a sexta maior série do clube

    ver detalhes
  • Timão ainda não perdeu na atual edição do Brasileirão

    Corinthians abre dez pontos de vantagem para rival que está no G4; veja a classificação

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes