Presidente e ex-jogador do Corinthians evitam polêmica antes de reencontro

Presidente e ex-jogador do Corinthians evitam polêmica antes de reencontro

Por Meu Timão

Heroi do título mundial, Guerrero atuou pelo Timão até maio, quando acertou com o rival Flamengo

Heroi do título mundial, Guerrero atuou pelo Timão até maio, quando acertou com o rival Flamengo

Foto: Daniel Augusto Jr./Ag. Corinthians

Faltando pouco mais de um mês para o duelo pelo Brasileirão, dois representantes de Corinthians e Flamengo colocaram panos quentes na rivalidade do eixo Rio-São Paulo. Presidente do Timão, Roberto de Andrade evitou entrar em atrito com Paolo Guerrero, ex-jogador da equipe alvinegra e atual centroavante do time da Gávea.

“Não tenho uma linha negativa a falar. Ele (Guerrero) foi profissional do primeiro minuto em que chegou ao clube ao dia em que foi embora. É uma excelente pessoa e um grande atleta”, declarou Roberto de Andrade, em entrevista à Rádio Globo. Segundo ele, a saída do peruano, então ídolo da torcida corinthiana, se deu somente pelo aspecto financeiro.

“Não foi pela parte técnica que o Guerrero não ficou. Ele é um grande jogador. Não renovamos por motivos financeiros. O Corinthians não poderia assumir um compromisso daquele tamanho. Daria para fazer? Sim. Só que seria uma loucura para o clube. E eu me comprometi que não faria loucuras na minha gestão”, defendeu o dirigente.

Do outro lado, Guerrero não quis polemizar o reencontro com seu ex-clube e adotou um discurso “político”. “Na verdade, eu não sei qual vai ser a reação da torcida do Corinthians. Eu vou me concentrar para fazer um grande jogo. Hoje eu sou Flamengo, vou querer ganhar do Corinthians e dar o meu melhor. No futebol é assim, a amizade fica do lado de fora”, garantiu o atacante ao Fox Sports.

Corinthians e Flamengo se enfrentam no dia 25 de outubro, domingo, na Arena Corinthians. O duelo, que ainda não tem horário definido, poderá mexer com os rumos das dupla no Brasileirão – enquanto o Timão se mantém na liderança, a equipe carioca briga pela última posição do G4.

Ainda de acordo com Guerrero, o time corinthiano leva vantagem no confronto. “Eu acho que o Corinthians já tem um passo dado. Já está bem na frente, e é difícil vencer o Corinthians. Porém, dentro do futebol não pode decretar até conquistar, né? Vai ser uma briga grande”, reconheceu.

Veja Mais:

  • Corinthians imagina que receberá propostas por Yago e Balbuena

    Corinthians estuda vender zagueiro e intensifica busca por contratação defensiva

    ver detalhes
  • Michel (à esq.) e o sobrinho foram ao Maracanã naquele 23 de outubro

    Terceiro corinthiano solto no Rio desabafa: 'Fui pra ver o jogo, não pra brigar'

    ver detalhes
  • Sub-20 comemorando título do Corinthians/UNIP no futsal

    Sub-20 conquista título estadual e Corinthians fica perto de fim de ano perfeito no futsal

    ver detalhes
  • Torcedores na Arena poderão adicionar patch da Chapecoense em camisas

    Loja da Arena irá personalizar grátis camisas em homenagem à Chapecoense

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes