Alta do dólar valoriza contrato do Corinthians com a Nike

Alta do dólar valoriza contrato do Corinthians com a Nike

Por Meu Timão

Quanto mais o dólar cresce, mais o Corinthians ganha da Nike

Quanto mais o dólar cresce, mais o Corinthians ganha da Nike

Foto: Rodrigo Gazzanel / Agência Corinthians

Muitas pessoas e empresas estão sendo prejudicas pela alta do dólar. O Corinthians não se enquadra nisso. Toda vez que o dólar sobe, o Timão recebe ainda mais dinheiro da Nike, patrocinadora e fornecedora de material esportivo do clube.

Por causa de uma alteração feita em 2014, o Corinthians agora recebe em dólar da Nike. Isso fez com que o contrato inicial de R$ 29 milhões anuais subisse para cerca de R$ 50 milhões - um crescimento de mais de 80%.

A explicação é simples. A Nike paga parcelas deste valor a cada três meses. O próximo pagamento acontece em novembro e o pagamento é feito em cima do valor do dólar do dia em que ele é feito. Ou seja, calculando com quanto está valendo hoje em dia, a parcela que antes era de R$ 7 milhões (em agosto do ano passado) subiu para cerca de R$ 13 milhões.

"Todo o contrato é em dólar. Se o dólar for um ou quatro, faz a conversão na data", explicou Emerson Piovesan, diretor financeiro do Corinthians, ao portal da revista "Época".

Não existe nenhuma cláusula no contrato que ajude a Nike neste caso. Até novembro, o dólar pode subir ainda mais e os valores ficarem ainda mais caro para a empresa norte-americana.

Veja Mais:

  • Michel (à esq.) e o sobrinho foram ao Maracanã naquele 23 de outubro

    Terceiro corinthiano solto no Rio desabafa: 'Fui pra ver o jogo, não pra brigar'

    ver detalhes
  • Torcedores na Arena poderão adicionar patch da Chapecoense em camisas

    Loja da Arena irá personalizar grátis camisas em homenagem à Chapecoense

    ver detalhes
  • Corinthians já definiu profissionais que devem permanecer e ser negociados

    Isaac, Mendoza, Oswaldo... Confira quem chega e quem sai do Corinthians

    ver detalhes
  • É tudo política, estúpido!

    [Marco Bello] É tudo política, estúpido!

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes