Ameaça de nova liga e pressão do Timão fazem Conmebol aumentar prêmio por Libertadores

Ameaça de nova liga e pressão do Timão fazem Conmebol aumentar prêmio por Libertadores

Por Meu Timão

Em 2012, o Corinthians derrotou o Boca Juniors (ARG) e se sagrou campeão invicto da Libertadores

Em 2012, o Corinthians derrotou o Boca Juniors (ARG) e se sagrou campeão invicto da Libertadores

Foto: Daniel Augusto Jr. / Agência Corinthians

A Conmebol, enfim, aumentará a premiação aos clubes que disputarem a próxima edição da Copa Libertadores da América, em 2016. Em comunicado oficial emitido nesta sexta-feira, a entidade anunciou que fará o sorteio das chaves do torneio no dia 22 de dezembro, durante cerimônia em Luque, no Paraguai.

De acordo com a nota, o presidente da Conmebol, Juan Ángel Napout, “adiantou que existe o firme propósito de aumentar os prêmios para as equipes participantes. Para este fim, há algum tempo, se realizam grandes negociações que permitem à instituição gerar mais recursos para as associações e clubes”.

A decisão da entidade vai ao encontro das críticas de Andrés Sanchez, ex-presidente e atual superintendente de futebol do Corinthians. Incomodado com a desvalorização aos clubes, o dirigente promoveu uma campanha para que o Timão permanecesse fora das competições organizadas pela Conmebol – dentre elas, a Libertadores.

“A Conmebol paga uma merreca. Foi um erro meu, mas eu estou forçando a barra para o Corinthians não disputar Libertadores enquanto os pagamentos forem feitos desse jeito. Você sabia que o Corinthians tem que pagar, no jogo em casa, de 8 a 12 mil dólares? Depende do árbitro, duas horas antes do jogo... Você sabia disso? É um absurdo”, disparou Sanchez, durante participação no programa “Seleção SporTV”.

Em 2015, a premiação máxima ao campeão da Libertadores foi de apenas 5,35 milhões de dólares. Tal valor, pago nos últimos três anos pela entidade, tem causado revolta nos clubes brasileiros. Para efeito de comparação, a Champions League desembolsa 37,4 milhões de euros para o vencedor do campeonato. A Conmebol, contudo, não anunciou os novos montantes.

Conforme o MEU TIMÃO informou nesta quinta-feira, o Corinthians pode se tornar um forte aliado do empresário italiano Riccardo Silva, que pretende criar uma nova liga. O plano do agente é idealizar uma competição no ocidente nos moldes da Liga dos Campeões da Europa, com 64 clubes da América do Sul, Central e do Norte. A premiação especulada seria até 30 milhões de dólares.

Em agosto, Napout já havia prometido mudanças para na Libertadores. “Eu garanto que depois da próxima Copa, cada clube receberá um aumento significativo”, garantiu o mandatário, que também revelou alterações no formato do sorteio do campeonato para a edição de 2016. A ideia não agradou o diário “Olé”, da Argentina, que acusou o Corinthians de planejar um golpe.

Veja Mais:

  • Corinthians foi hexacampeão brasileiro em 2015

    CBF define valores de premiação do Brasileirão-2017; Corinthians leva bolada se for campeão

    ver detalhes
  • Arena Corinthians pode se tornar palco da decisão da Libertadores 2018

    Arena Corinthians pode sediar final em jogo único da Libertadores-2018; duas cidades na briga

    ver detalhes
  • Fernandinho tem contrato com o Grêmio até dezembro

    Meia-atacante do Grêmio despista sobre possível interesse do Corinthians para 2018

    ver detalhes
  • Gabriel durante jogo contra o Grêmio na Arena Corinthians

    Gabriel rebate críticas contra returno do Corinthians e vê hepta 'encaminhado'

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes