Criticado por se opor a insinuações de complô, Antero Greco elogia o Timão

Criticado por se opor a insinuações de complô, Antero Greco elogia o Timão

Por Meu Timão

A vitória sobre o Figueirense, conquistada neste domingo, deixou o Timão ainda mais isolado na liderança do Campeonato Brasileiro. A boa atuação dos alvinegros dentro do Orlando Scarpelli rendeu elogios do jornalista Antero Greco, constantemente criticado por defender o Corinthians em meio às insinuações de complô da arbitragem.

“Nem polêmicas adiantam mais: o Corinthians mostra, a cada rodada que passa, postura de vencedor. Não é por acaso que se aproxima de outro título nacional. Vá lá que faltem dez rodadas e 30 pontos para disputar. Mas a consistência em campo faz o líder impor-se, a esta altura, como maior candidato à taça do Brasileiro”, escreveu o jornalista, em seu blog do portal Estadão.

Torcedor assumido do Palmeiras, Antero analisou o sistema de jogo do técnico Tite e afirmou que o Timão está no caminho certo para conquistar o hexacampeonato. “O Corinthians tem elenco enxuto, não conta com um supercraque e compensa com regularidade e harmonia. Não se abala com pressão – aliás, pouco permite que seja pressionado”, acrescentouo comentarista da ESPN.

Recentemente, o jornalista anunciou o fim do uso de sua conta do Twitter após ser alvo de xingamentos de torcedores rivais do Timão – durante uma edição do programa “SportsCenter”, Antero criticou dirigentes de clubes pelas acusações de favorecimento ao Corinthians no Campeonato Brasileiro.

Leia o texto postado por Antero Greco na íntegra

Nem polêmicas adiantam mais: o Corinthians mostra, a cada rodada que passa, postura de vencedor. Não é por acaso que se aproxima de outro título nacional. Vá lá que faltem dez rodadas e 30 pontos para disputar. Mas a consistência em campo faz o líder impor-se, a esta altura, como maior candidato à taça do Brasileiro.

A altivez, a segurança e o equilíbrio deram as caras novamente, agora em Florianópolis, nos 3 a 1 sobre o Figueirense. O Corinthians pareceu em casa, com a facilidade com que se moveu em campo, ditou o ritmo e chegou à vantagem. Ignorou a situação do rival, um dos catarinenses ameaçados pelo rebaixamento.

A estratégia de Tite foi a de sempre: apostar na eficiência do meio-campo. E o quarteto Ralf, Elias, Renato Augusto, Jadson não decepcionou. Desde o início, os quatro tomaram conta do campo e fizeram a balança pesar em favor do Corinthians.

Além disso, tiveram participação decisiva nos gols, ao mandar a bola para a rede (Elias abriu a vantagem e Renato Augusto a fechou) ou a dar passe para o gol (Jadson serviu Gil no segundo gol). O gol do Figueirense veio quando não dava para mudar o rumo do jogo.

O Corinthians tem elenco enxuto, não conta com um supercraque e compensa com regularidade e harmonia. Não se abala com pressão – aliás, pouco permite que seja pressionado. Com isso, mantém os nervos no lugar e só vê a diferença crescer em relação aos demais (está com 60 pontos contra 53 do Atlético-MG).

Vai ser difícil tirar essa do Corinthians.

Veja Mais:

  • Filha dá resposta sensacional ao pai palmeirense: 'Vai, Corinthians'

    Pai força garotinha a cantar música do Palmeiras, e ela surpreende com um 'Vai, Corinthians!'

    ver detalhes
  • Gaviões da Fiel se unirá as outras torcidas organizadas paulitas neste domingo

    Organizadas rivais de São Paulo se unem em evento no Pacaembu em homenagem à Chape

    ver detalhes
  • Oswaldo opinou sobre empréstimo de jogadores à Chape

    Oswaldo opina sobre empréstimo de jogadores do Corinthians à Chapecoense

    ver detalhes
  • Arana pode se transferir para a Inter de Milão nos próximos dias

    Com oferta na mão, Corinthians espera retorno de presidente para definir venda de Arana

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes