Tumulto em Florianópolis complicou a vida de corinthianos que estiveram no Orlando Scarpelli

Tumulto em Florianópolis complicou a vida de corinthianos que estiveram no Orlando Scarpelli

Por Meu Timão

Torcedores do Corinthians que foram ao Orlando Scarpelli tiveram problemas na saída

Torcedores do Corinthians que foram ao Orlando Scarpelli tiveram problemas na saída

Foto: Reprodução

Depois de ver seu time ser derrotado pelo Corinthians, por 3 a 0, em seu próprio estádio, a torcida do Figueirense entrou em confronto com a Polícia Militar. Ao término do jogo, a confusão aconteceu nos arredores do local que sediou a partida.

Apesar de não estarem envolvidos no conflito, os torcedores corinthianos também passaram por problemas na hora de tentar deixar o Orlando Scarpelli. Na saída da torcida alvinegra, a Polícia Militar soltou bombas de efeito moral, a fim de dispersar os torcedores.

Pedras e garrafas foram arremeçadas pelos torcedores revoltados do figueirense, e a polícia revidou com bombas de efeito moral, balas de borracha e gás lacrimogênio.

As manifestações, que começaram de forma pacífica, logo após o segundo gol do Corinthians, resultaram em alguns carros danificados e portões de acesso e catracas do Orlando Scarpelli quebradas. Apesar disso, de acordo com o Batalhão local, nenhum torcedor foi preso.

Veja Mais:

  • Pepinho e Coelho, técnico e auxiliar do Sub-20, respectivamente

    Coelho perde posto, e diretoria do Corinthians fecha com novo treinador para Sub-20

    ver detalhes
  • Clayton foi apresentado no Corinthians nesta terça-feira

    Clayton é apresentado no Corinthians 'sem prazo de validade' e já fala em títulos

    ver detalhes
  • Com Clayton, Timão agora freia possíveis contratações e saídas

    Corinthians vê negociações esfriarem e aguarda fim do Paulistão; entenda

    ver detalhes
  • Paulinho de volta ao Corinthians? 'Esse dia será louco', projeta o próprio clube

    Corinthians 'recepciona' Paulinho e projeta até retorno: 'Esse dia será louco'

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes