Torcedores do Bragantino desaprovam parceria com o Corinthians

Torcedores do Bragantino desaprovam parceria com o Corinthians

Por Meu Timão

Torcida do Bragantino critica parceria com o Corinthians

Torcida do Bragantino critica parceria com o Corinthians

Foto: Divulgação - C.A. Bragantino

A associação entre o Corinthians e o Bragantino parece não agradar os torcedores do clube do interior paulista, que criticaram a postura da diretoria do time, por ceder jogadores importantes ao Timão. No entanto, o presidente do clube, Marco Chedid, respondeu os julgamentos.

Em abril deste ano, o Corinthians fechou a parceria. Com o intuito de concentrar jogadores promissores, o Bragantino recebe acompanhamento e supervisão de uma comissão técnica do Timão. A aproximação entre os dois, porém, vem de longa data, desde a vinda do volante Paulinho, do atacante Romarinho e do zagueiro Felipe - o único ainda no elenco atual.

Apesar de abalada em meados de julho, a parceria segue dando resultados. Desde então, o time de Bragança pôde contar com cinco jogadores emprestados pelo Corinthians: os zagueiros André Vinícius e Pedro Henrique, o lateral-esquerdo Moisés, o meia Zé Paulo e o atacante Brayan Riascos. Além deles, Gustavo Tocantins passou pelo clube mas retornou ao Timão a pedido do técnico Tite.

Para o Corinthians, no último mês, veio o atacante Lincom. Para o próximo ano, a parceria deve trazer o meia Alan Mineiro e o goleiro Douglas, que já estão praticamente certos com o Timão.

Porém, essa troca de jogadores não tem agradado a torcida do Bragantino. Questionando os benefícios direcionados ao clube, os torcedores da equipe criticaram o modelo da parceria, na página oficial do Bragantino no Facebook. Comentários como "Bragantino já foi grande um dia... Disputando títulos e jogando bom futebol. Hoje em dia se contenta em ser filial de time da capital...", de Marcelo Sacrini, e "E a prova maior é que os beneficiados sempre são eles .. E a gente NADA", de Rodrigo Helan, mostram o sentimento de desaprovação.

Nesse caso, Marco Chedid defende as melhorias que a sociedade trouxe para o Bragantino, como o acesso ao CIFUT (Centro de Inteligência do Futebol do Corinthians) e o apoio do departamento médico alvinegro, trabalhando em conjunto com o CT Dr. Joaquim Grava.

"O torcedor precisa ver que é um trabalho embrionário ainda e é a longo prazo. Ano que vem essa parceria continua e tem sido muito positiva para nós. A estrutura é alinhada aos clubes grandes e melhorou muito em relação aos anos anteriores. O nível de jogadores machucados também é menor, pois é feito todo um trabalho com o departamento médico do Corinthians. Vamos continuar trabalhando para que seja bom para os dois lados", afirmou o dirigente, em entrevista ao GloboEsporte.com.

"Eu tenho que ver o lado humano do jogador. O jogador de futebol não é uma máquina. Como presidente, eu tenho que pensar no crescimento dele também. Se ele destaca, não adianta nada eu segurar um jogador que não quer ficar no time e impedir uma evolução. Todos os times estão sujeitos a perder jogadores durante um campeonato. Isso é normal no futebol", finalizou Chedid.

Veja Mais:

  • Fiel já garantiu 20 mil ingressos para duelo contra o Botafogo

    Corinthians divulga primeira parcial de ingressos contra o Botafogo na Arena

    ver detalhes
  • Paulinho, perto do Barcelona (ESP), em uma das visitas ao CT Joaquim Grava

    Maior venda da história do Corinthians, Paulinho renderá mais dinheiro com ida ao Barcelona

    ver detalhes
  • Me desculpa, Cássio!

    [Mayara Munhoz] Me desculpa, Cássio!

    ver detalhes
  • Romarinho dá a cavadinha, encobre Orión e empata a primeira final na Bombonera

    Gol de Romarinho na Bombonera faz cinco anos: 'Marcado na minha vida e na história do Corinthians'

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes