Família de Yago caminha para a terceira geração de corinthianos

Família de Yago caminha para a terceira geração de corinthianos

Por Meu Timão

Yago fez elogios ao técnico Tite

Yago fez elogios ao técnico Tite

Foto: Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians

Titular improvisado na lateral-esquerda desde a partida contra o Santos, no dia 20 de setembro - suprindo a posição de Uendel e Guilherme Arana, que seguem no departamento médico -, o zagueiro Yago, ainda que de maneira provisória, comemora sua chance no Corinthians.

"Não gosto da lateral, isso é fato. Na verdade não é uma posição em que eu estou acostumado. Mas futebol é isso. Então a gente acostuma. Para mim é um privilégio poder ser titular do Corinthians, mesmo improvisado", disse Yago, em entrevista ao LANCE!.

Acompanhando a boa fase dentro de campo, a vida pessoal do jogador também traz novidades. Aos 23 anos, Yago será pai pela primeira vez. Filho de um corinthiano fanático, que sonhava em vê-lo como jogador profissional, o zagueiro realizou o desejo de seu falecido pai ao mesmo tempo em que descobriu que se tornaria um.

"Era um desejo meu e da minha esposa, estou muito feliz. Filho é uma herança nossa, né? Está sendo um momento único", contou.

Apesar de não ir muito ao ataque, caso o gol saia neste domingo, na partida contra a Ponte Preta, o jogador já sabe como comemorar: "Estou com essa ideia de colocar a bola na barriga. Se o gol sair, vou comemorar assim!".

O técnico Tite, que tem demonstrado confiança no zagueiro ocupando a lateral, recebeu elogios. "Ele é no dia a dia o mesmo que vocês veem nas entrevistas. É um cara muito detalhista, super honesto. Poder trabalhar com ele é muito gratificante e conta muito para minha carreira. É algo importante na carreira de um jogador, além de uma honra. Aprendo muita coisa sobre tática e sobre como se portar dentro e fora de campo", revelou.

Ainda assim, convicto de sua qualidade e otimista em relação à novas oportunidades, Yago - que já carregou a braçadeira no Bragantino - foi sincero quando questionado a respeito do rodízio de capitães utilizado pelo treinador alvinegro.

"Não me sinto preparado, sendo bem sincero. Tenho muito a melhorar", finalizou.

Veja Mais:

  • Gaviões da Fiel foi a primeira das torcidas a chegar no Pacaembu neste domingo

    Organizadas chegam ao Pacaembu para ato em homenagem à Chapecoense

    ver detalhes
  • Kalil, à direita de Roberto de Andrade, pediu licença de 60 dias

    Vice-presidente solicita licença do cargo e dispara contra diretoria do Corinthians

    ver detalhes
  • Bruno César anotou o segundo gol na vitória por 2 a 0

    Ex-jogador do Corinthians marca golaço de falta e dedica à Chapecoense; veja o vídeo

    ver detalhes
  • Filha dá resposta sensacional ao pai palmeirense: 'Vai, Corinthians'

    Pai força garotinha a cantar música do Palmeiras, e ela surpreende com um 'Vai, Corinthians!'

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes