Médico do Corinthians usa Pato como justificativa para não trazer Tévez

Médico do Corinthians usa Pato como justificativa para não trazer Tévez

Por Meu Timão

Joaquim Grava diz que não é momento de pensar em Tévez

Joaquim Grava diz que não é momento de pensar em Tévez

Foto: Divulgação

O consultor médico do Corinthians, Joaquim Grava, usou o caso de Alexandre Pato como exemplo para dizer o porque acredita que agora não é o momento para o clube pensar no retorno de Carlos Tévez.

Para Grava, a repercussão de uma provável contratação do argentino poderia atrapalhar o momento atual do time, que briga pelo título do Campeonato Brasileiro.

"Olha, eu acho que não seria o momento para surgir uma notícia dessas. O time está bem, liderando o Campeonato Brasileiro, e você vai começar a falar em contratar o Tévez?", disse Grava. "Nós tivemos um exemplo recente e todos viram no que deu. O time era campeão mundial, não era o momento de gastar o que gastou e trazer o Pato", completou, em entrevista ao programa "Mesa Redonda", da "TV Gazeta".

O atacante, que está no São Paulo, foi comprado por R$ 40 milhões em 2013 e não conseguiu dar certo no Corinthians. Mas, além do momento, Grava acredita que o clube precisa, primeiro, quitar todas as dívidas com o elenco atual, antes de pensar em novas contratações.

"O Corinthians deve para algumas pessoas, não é segredo para ninguém. Não dá para dever a atletas e ficar falando em trazer o Tévez. Pelo que conversei com o Tite, o Andrés (Sanchez) e o Emerson (Piovesan, diretor de finanças) na sexta, acho que não tem esse interesse", ressaltou o médico.

Para finalizar, Joaquim Grava ainda disse que, se for para Tévez chegar, tem que chegar para a disputa da Copa Libertadores do ano que vem, pela experiência que tem. "Ele é um jogador experiente. Se fosse para chegar, seria melhor que viesse em janeiro e atuasse na Libertadores pelo Corinthians", finalizou.

Veja Mais:

  • Oswaldo defendeu utilização da cor verde em homenagem à Chapecoense

    Oswaldo comenta tragédia da Chapecoense e é mais um a defender cor verde no Corinthians

    ver detalhes
  • Torcida do Corinthians se despediu da Arena no empate por 0 a 0 com o Atlético-PR

    Maior do país, público do Corinthians é duas vezes a média do Brasileirão 2016

    ver detalhes
  • Sala de cabines de TV da Arena passa a ser chamada Lilácio Pereira Jr.

    Corinthians batiza sala de transmissões da Arena em tributo a vítima de acidente

    ver detalhes
  • Golaço de Marlone sobre Cobresal rendeu a ele indicação ao Puskás

    Marlone supera Messi e Neymar e vai à final do Prêmio Puskás da Fifa

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes