Multicampeão, preparador físico do Corinthians explica métodos de trabalho

Multicampeão, preparador físico do Corinthians explica métodos de trabalho

Por Meu Timão

6.1 mil visualizações 41 comentários Comunicar erro

Fábio Mahseredjian (à esquerda) é um dos profissionais que atuam ao lado do técnico Tite

Fábio Mahseredjian (à esquerda) é um dos profissionais que atuam ao lado do técnico Tite

Foto: Daniel Augusto Jr./Ag. Corinthians

Um dos responsáveis pela campanha do líder Corinthians no Campeonato Brasileiro é Fábio Mahseredjian. Preparador físico do clube e da Seleção Brasileira, o profissional desenvolve a condição física dos atletas, promovendo o aumento de massa magra, reduzindo o percentual de gordura e impulsionando a velocidade.

“Futebol não é ciência. Mas a ciência pode melhorar o nível do futebol”, explica Mahseredjian, em entrevista ao programa Globo Esporte. “O atleta está muito consciente das suas necessidades. Ele sabe que isso não é um castigo, é um investimento, ele treinar bem para desempenhar dentro de campo”, acrescenta.

Mestre e doutor pela Escola Paulista de Medicina, ele se mantém atualizado sobre a área da Educação Física. “É uma busca constante e incessante de melhorar minha capacidade profissional. O que eu fazia na década de 90, na década de 2000 eu já não faço. No ano de 2005 eu mudei. No ano de 2010 eu mudei de novo, e agora eu mudo novamente. Você vai aprimorando seus conhecimentos e mudando por vez sua metodologia de treinamento”, conta.

O trabalho desempenhado por Mahseredjian é umas das principais armas da comissão técnica do Corinthians - criticado por suas más atuações no início da temporada, Vagner Love foi afastado pelo técnico Tite para aprimorar a parte física. Após o período longe dos gramados, readquiriu a boa forma e já é o quarto artilheiro do Brasileirão.

Por meio dos treinamentos do preparador, a equipe corinthiana pôde conquistar cinco títulos de expressão: Campeonato Brasileiro (2005 e 2011), Copa Libertadores da América e Mundial de Clubes da FIFA (2012) e Recopa Sul-Americana (2013). Já pelo Brasil, ele venceu a Copa América (2007) e a Copa das Confederações (2009).

“Treinamento desportivo se faz na primeira pessoa do plural. Ninguém é único, sempre somos nós, na vitória e na derrota. As derrotas são doídas, as feridas doem. E a vitória é pra você curtir com todos. Nós curtimos, nós ganhamos e nós perdemos”, conclui o especialista.

Veja Mais:

  • Corinthians de Romero reestreia no Brasileiro nesta quarta-feira

    Acabou a Copa, e agora? Saiba tudo sobre a volta do Corinthians aos gramados

    ver detalhes
  • Marciel não vai permanecer no Corinthians após dispensa da Ponte Preta

    Devolvido pela Ponte Preta, Marciel não fica no Corinthians e deve ser emprestado ao Oeste

    ver detalhes
  • Atleta com mais tempo de clube, Danilo não sabe se fica para 2019

    Corinthians tem quatro jogadores com contrato perto do fim; só um já definiu futuro

    ver detalhes
  • O centroavante Jonathas está entre os recém-chegados no elenco do Corinthians

    Saiba até quando o Corinthians pode inscrever reforços nas competições de 2018

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes