Jogador a jogador, confira a comparação entre Corinthians e Flamengo

Jogador a jogador, confira a comparação entre Corinthians e Flamengo

Por Meu Timão

Neste domingo, o Corinthians enfrenta o Flamengo

Neste domingo, o Corinthians enfrenta o Flamengo

Foto: Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians

Depois de realizar um levantamento comparativo entre a defesa, o ataque, a distribuição e a disciplina de Corinthians e Flamengo, o MEU TIMÃO também fez uma comparação por posição. A análise, jogador a jogador, leva em consideração a capacidade ofensiva e defensiva de cada equipe.

No gol, vantagem corinthiana

Começando pelos goleiros, o Timão leva vantagem com Cássio. Enquanto o alvinegro - com 29 jogos no Campeonato Brasileiro - já passou 12 jogos sem sofrer gols, fez 91 defesas e garantiu 78,4% de chutes defendidos; Paulo Victor, o arqueiro flamenguista - com 18 jogos realizados -, passou apenas cinco jogos em sequência sem sofrer gols, fez 38 defesas e garantiu 59,4% de chutes defendidos. Além disso, sofreu um gol a mais que o corinthiano, com 26 a 25.

Defesa alvinegra é superior

Na zaga, o Timão conta majoritariamente com Gil e Felipe. O camisa 4 garantiu 65,5% das 171 disputas de bola, e entre as 89 disputas aéreas, Gil ganhou 61,8%. Felipe mantém o nível, visto que garantiu 68,7% de 166 disputas, e 73,2% de 97 disputas aéreas. O clube carioca, com César Martins e Wallace, sustenta um equilíbrio. Enquanto César Martins ganhou 54,7% das 95 disputas de bola, além de 53,2% das 47 disputas aéreas, Wallace apresenta números maiores, com 65,8% das 222 disputas, e 63,8% das 116 aéreas.

Levando a pior nas laterais

Ainda com os laterais titulares em recuperação, Edilson e Guilherme Arana entrarão em campo neste domingo. Edilson apresenta 77,5% de precisão de passes, enquanto o flamenguista Pará, 79,6%. Já na lateral-esquerda, o jovem Guilherme Arana, no mesmo quesito, possui 80,2%, e Jorge 81,7%.

Volantes em disputa franca

Entre os volantes, Ralf tem 81,3% de precisão de passe, e Jonas - que quase foi contratado pelo Corinthians - apresenta 78,8%. Já Elias, no mesmo requisito, possui 81,8%, enquanto Márcio Araújo tem 88,4%. Nos desarmes feitos, Ralf exibe a melhor média entre os jogadores, com 84,3%. Elias, por sua vez, tem 64,7%, e os flamenguistas Jonas e Márcio Araújo apresesentam 80,9% e 67,5%, respectivamente. Nas retomadas de bola, Elias traz 70 e Ralf dispõe de 55. Jonas e Márcio Araújo têm 31 e 111. Por fim, caracterizando uma disputa franca, Ralf garantiu 69,5% das 164 disputas de bola; Elias 52,2% de 178; Jonas 57,2% de 159; e Márcio Araújo 62,1% de 169.

Renadson resolve no meio campo

Os meio-campistas corinthianos, porém, caracterizam as maiores diferenças entre os clubes. Jadson já fez 12 gols e dez assistências; Renato Augusto, por sua vez, balançou as redes cinco vezes e fez quatro assistências. Enquanto isso, Alan Patrick marcou cinco gols e participou de duas assistências; Everton fez quatro tentos e duas assistências; e Paulinho chegou à meta três vezes, sem nenhuma assistência.

No ataque, dupla atual supera ex-corinthianos

No ataque, a precisão de passe do jovem Malcom é maior que a de Paolo Guerrero, ex-Timão. Enquanto o corinthiano apresenta 79,4%, o agora flamenguista tem 77,5%. Apesar de, inicialmente, visto com desconfiança pela torcida alvinegra, Vagner Love, que está na quarta posição no ranking de artilheiros do torneio, tendo marcado dez gols e com média de 188,3 minutos por gol, também tem números maiores que o peruano, que marcou somente três gols e apresenta média de 384 minutos por tento.

Dos 57 gols do Corinthians no Brasileirão, 14 deles foram marcados por Malcom e Love, ou seja 24,5% do total. No adversário, dos 37 totais na competição, Sheik - que não joga neste domingo por suspensão do STJD - e Guerrero são responsáveis por apenas oito, isto é, 20,5%.

As comparações mostram um jogo difícil. De modo geral, os números entre as equipes são equilibrados, mas o Corinthians supera na maioria dos quesitos. A equipe corinthiana ainda sofre com as laterais: a posição é a que mais vezes teve desfalques no Brasileirão.

Os números, porém, ficam de fora da partida deste domingo. Em campo, com apoio da Fiel, caberá aos jogadores mostrarem qual será a equipe vencedora da 32ª rodada.

Veja Mais:

  • Corinthians optou por não utilizar redes sociais em respeito ao momento

    Corinthians suspende redes sociais em dia de velório coletivo da Chapecoense

    ver detalhes
  • Oswaldo defendeu utilização da cor verde em homenagem à Chapecoense

    Oswaldo comenta tragédia da Chapecoense e é mais um a defender cor verde no Corinthians

    ver detalhes
  • Torcida do Corinthians se despediu da Arena no empate por 0 a 0 com o Atlético-PR

    Maior do país, público do Corinthians é duas vezes a média do Brasileirão 2016

    ver detalhes
  • Sala de cabines de TV da Arena passa a ser chamada Lilácio Pereira Jr.

    Corinthians batiza sala de transmissões da Arena em tributo a vítima de acidente

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes