Corinthians cala Independência com goleada e fica muito perto do título

Corinthians Corinthians 3 x 0 Atlético-MG Atlético-MG

Brasileirão 2015

Corinthians cala Independência com goleada e fica muito perto do título

Por Meu Timão

Em grande jogo, Malcom abriu o placar para o Timão

Em grande jogo, Malcom abriu o placar para o Timão

Líder com oito pontos de vantagem na tabela, o Corinthians foi à Belo Horizonte enfrentar o Atlético-MG, segundo colocado na competição. Apesar da tranquilidade corinthiana, que ainda tenta manter os pés no chão na busca pelo título, a imprensa, jogadores e torcedores do rival maximizaram "clima de guerra" na partida.

De cusparadas no técnico Tite à foguetório durante toda a madrugada ao lado do hotel corinthiano, o Atlético-MG fez tudo para ganhar fora do campo a partida. Já no Independência, problemas com ingressos, PM do lado de fora e o gramado molhado - alvo das reclamações de Levir Culpi na Arena - foram as armas do time mineiro.

Além disso, o Timão ainda teve que lidar com a suspensão de Elias - após um injusto cartão amarelo por reclamar da não marcação de pênalti claro na partida anterior - e com a escolha de Heber Roberto Lopes. Com histórico de erros a favor do Atlético e sem apitar uma vitória do Corinthians há cinco anos, a escolha do juiz foi no mínimo polêmica - especialmente após um suposto almoço do juiz, no meio da semana, em restaurante do treinador atleticano em Curitiba.

Sem Elias, Tite optou por colocar Rodriguinho em campo, mantendo o já tradicional 4-1-4-1 do Timão. Além do volante, os laterais titulares não se recuperaram ainda, e assim, o Corinthians foi a campo com Cássio, Edilson, Felipe, Gil, Arana, Ralf, Rodriguinho, Jadson, Renato Augusto, Malcom e Love.

Primeiro tempo

A partida começou num ritmo insano no Independência. O jogo que poderia definir o título corinthiano e foi tratado como a "última chance" pelo Atlético-MG. E em campo, as duas equipes deram o tom da importância do confronto.

Na primeira metade da etapa, o Corinthians foi melhor. Malcom fez grande jogo, e mostrou habilidade sobre a pressão da torcida atleticana. Na metade final, porém, o Atlético cresceu e criou perigo para o Timão, que contou com a solidez da defesa e o trabalho impecável de Cássio.

Durante os 45 minutos, ambas as equipes buscaram o gol, mantendo o primeiro tempo equilibrado. Ao Corinthians, faltou especialmente a finalização - embora tenha chegado com frequência ao ataque, o Timão só chutou quatro vezes para o gol de Victor (contra oito chutes pelo lado do Atlético).

Apesar disso, o Atlético jogou e terminou melhor a primeira etapa, mesmo que o placar tenha ficado em 0 a 0 até o horário em que as equipes se dirigiram aos vestiários. O Timão, que se comprometeu em manter a organização precisaria voltar com mais ímpeto para o segundo tempo.

Segundo tempo

Com o empate sem gols, as duas equipes voltaram para o segundo tempo com o mesmo futebol. O jogo continuou aberto, porém, pouco a pouco o Timão foi conseguindo achar mais espaço, jogando no contra ataque.

Apostando na força da defesa, o Corinthians deixou o Atlético avançar para abrir espaço nas jogadas de velocidade. E a estratégia funcionou - com pouco mais de 20 minutos da segunda etapa, Felipe apareceu como elemento surpresa para iniciar jogada pela lateral esquerda.

A jogada terminou com lançamento de Jadson, que encontrou Malcom livre na área para cabecear e marcar o gol do Corinthians. A vantagem no placar deixou o Timão ainda mais solto e demorou cerca de 10 minutos para ampliar o placar, desta vez com Vagner Love em jogada individual.

Após os 34 minutos, Tite fez a primeira substituição. Com a vantagem no placar, Rodriguinho deixou o campo para a entrada de Cristian. Mesmo assim, o Timão não recuou e quase marcou o terceiro em ótimo lance de Guilherme Arana.

A segunda mexida veio aos 37 minutos, na entrada de Lucca no lugar de Malcom, sob gritos de "olé" da torcida corinthiana, no Horto completamente calado. Mas ainda não tinha acabado: o recém contratado Lucca, de voleio, marcou o terceiro e selou a derrota atleticana. A última mudança (para alegria da Cyntia), foi a entrada de Romero no lugar de Love, aos 41 minutos.

Com o resultado, o Corinthians segue líder do Brasileirão, e incontestável abre 11 pontos de diferença para o Atlético, com apenas mais 15 pontos em disputa. Isso significa que, caso o Timão vença o próximo jogo, poderá ser campeão se o Atlético-MG não vencer na rodada.

A próxima partida, contra o Coritiba, acontece na Arena Corinthians no próximo sábado e já tem todos os ingressos esgotados.

Quem Atuou

Títulares

Reservas

Técnico

Árbitro

Comente a partida entre Corinthians e Atlético-MG

  • 1000 caracteres restantes