Atlético-MG é denunciado pelo STJD após cusparadas de torcedores a Tite

Atlético-MG é denunciado pelo STJD após cusparadas de torcedores a Tite

Por Meu Timão

14 mil visualizações 97 comentários Comunicar erro

Durante a partida contra o Atlético-MG, Tite foi alvo de cusparadas de alguns torcedores atleticanos

Durante a partida contra o Atlético-MG, Tite foi alvo de cusparadas de alguns torcedores atleticanos

Foto: Daniel Augusto Jr./Ag. Corinthians

Derrotado pelo Corinthians no último domingo, o Atlético-MG terá de responder judicialmente pelas cusparadas de seus torcedores ao técnico Tite. A Procuradoria do STJD (Superior Tribunal de Justiça Desportiva) denunciou a equipe de Belo Horizonte por não prevenir a atitude de sua torcida contra o comandante do Timão. A informação é do portal GloboEsporte.com.

Nos minutos iniciais do confronto no Independência, alguns atleticanos começaram a cuspir em Tite, ato flagrado pelas câmeras de televisão e relatado em súmula pelo árbitro Héber Roberto Lopes. “(...) foi solicitado ao policiamento dentro do estádio que reforçasse o contingente de policiais atrás do banco de suplentes da equipe do Corinthians em virtude dos torcedores do Atlético-MG, localizados atrás deste banco, estarem cuspindo no treinador do Corinthians”, escreveu o juiz.

A conduta dos torcedores incomodou até Levir Culpi, técnico do Atlético-MG. Aos 25 minutos do primeiro tempo, o treinador foi ao banco de reservas do Timão e pediu aos indivíduos que respeitassem o comandante corinthiano. No entanto, nem a presença do quarto árbitro no local impediu que a cena continuasse.

“Informo também que o treinador do Atlético-MG, senhor Levir Culpi, se dirigiu próximo ao banco de suplentes do Corinthians e também solicitou aos torcedores que estavam localizados atrás do banco de suplentes que parassem com as cusparadas”, acrescentou Lopes.

O clube de Minas Gerais foi enquadrado no artigo 213 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva por “deixar de tomar providências capazes de prevenir e reprimir desordens na praça de desporto, invasão do campo ou local da disputa do evento desportivo, e lançamento de objetos no campo ou local da disputa do evento desportivo”. A denúncia pode render uma multa de até R$ 100 mil, além da perda de mando de dez jogos.

Veja Mais:

  • Sem Danilo, Tite aposta em Fagner para surpreender Costa Rica nesta sexta

    Seleção Brasileira joga segunda rodada da Copa do Mundo com Fagner como novidade

    ver detalhes
  • Corinthians e São José disputam o título da Liga Ouro de 2018

    Em vantagem na série final, Corinthians visita São José valendo título da Liga Ouro

    ver detalhes
  • Em baixa na Alemanha, Jonathas volta à pauta do Corinthians, que busca empréstimo

    Corinthians volta a ter interesse no centroavante Jonathas

    ver detalhes
  • Gabriel e Guilherme conversaram com o Meu Timão no Parque São Jorge

    Mãe vira-casaca, sonho inglês e até 10 a 0 na Croácia: conheça os gêmeos do Sub-17 do Corinthians

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes