Corinthians quer ter terceiro maior patrocínio do mundo

Se atingir a cifra, clube só perderá em valores para Real Madrid (ESP) e Bayern de Munique (ALE)
O Corinthians encheu a camisa de logomarcas em 2009, mas conseguiu boa receita com medida

O Corinthians encheu a camisa de logomarcas em 2009, mas conseguiu boa receita com medida

O Corinthians pode ter um dos três maiores valores de patrocínio do mundo em 2010. É isso mesmo! Caso o objetivo do departamento de marketing seja alcançado, o Timão só perderia para Real Madrid (ESP) e Bayern Munique (ALE), que recebem R$ 63,1 milhões/ano.

O objetivo corintiano é chegar aos R$ 60 milhões arrecadados com empresas que estamparão suas marcas na camisa na próxima temporada. O clube acredita que atingirá esse valor porque R$ 38 milhões já estão garantidos.

Esse é o valor que o presidente Andrés Sanchez e o diretor de marketing Luís Paulo Rosenberg acordaram com o Grupo Hypermarcas, que deixaria os espaços da manga (Bozzano) e das axilas (Avanço) para ocupar a frente da camisa.

A holding é responsável pela comercialização de quase cem marcas. O valor do novo acordo com a Hypermarcas ainda não foi anunciado porque a prioridade pelo espaço nobre é da Brasil Foods, proprietária da Batavo, patrocinadora oficial neste ano. Os executivos da empresa de laticínios não confirmaram a manutenção da parceria nem a desistência. O Corinthians, porém, terá de respeitar o atual contrato, que só vai acabar após a Copa São Paulo de Juniores, em 25 de janeiro.

O valor acordado com a Hypermarcas é R$ 10 milhões a mais do que a mesma empresa pagará ao Flamengo – R$ 28 milhões. Assim, o Timão assumiria a primeira colocação no ranking do patrocínio no Brasil.

Manga, ombro, calção...

Os R$ 22 milhões restantes dos R$ 60 milhões previstos seriam obtidos com a venda das mangas, das costas da camisa e do calção. Para esses espaços, também há preferência por um dos atuais parceiros.

O Grupo Silvio Santos, dono do Banco PanAmericano e das lojas do Baú, marcas estampadas no uniforme neste ano, ficou satisfeito com o retorno obtido. O LANCENET! apurou que as conversas para a renovação estão avançadas. Mas os R$ 9 milhões de reais que foram desembolsados este ano terão de ser dobrados – por causa do centenário, claro.

A ideia de Sanchez e Rosenberg é fechar com a empresa de Silvio Santos por cerca de R$ 22 milhões. O apresentador ficou entusiasmado com Ronaldo, que participou de um dos seus programas e alavancou a audiência, além do retorno de vendas do “Bem de Vida”, seguro de vida a preço popular que tem o Fenômeno como garoto-propaganda.

Desses R$ 22 milhões, 80% – R$ 17,6 milhões – iriam para o bolso de Ronaldo, respeitando cláusula do contrato do craque. E o clube ficariam com R$ 4,4 milhões restantes.

Se confirmado o acordo, o salário anual do craque no Corinthians, no ano do centenário, pode chegar a até R$ 23 milhões, fora premiações.

Fonte: Lancenet

Corinthians quer ter terceiro maior patrocínio do mundo Corinthians quer ter terceiro maior patrocínio do mundo 0

Veja Mais:

  • Arena Corinthians tem negociação dos NR atrasada há mais de três anos

    Arena Corinthians confirma tentativa de NR, mas expõe falta de garantias de novo patrocinador

    ver detalhes
  • Acertado com Corinthians, Luidy deixará o CRB apenas no fim da temporada

    Valor à vista, salários gradativos e até carro popular: dirigente explica venda de Luidy ao Timão

    ver detalhes
  • Walter vem sendo reserva de Cássio desde 2013, quando chegou ao Corinthians

    Walter volta a negar especulação de rivais, mas cogita ser negociado pelo Corinthians

    ver detalhes
  • Corinthians já jogou no estádio de Cuiabá em maio de 2015

    Santa Cruz vende mando, e Corinthians voltará à Arena Pantanal

    ver detalhes

O Corinthians deve encher a camisa de patrocínios novamente?

Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro a comentar!

  • 1000 caracteres restantes