Orgulho do marketing, camisa laranja bate recorde de vendas em lançamento

Orgulho do marketing, camisa laranja bate recorde de vendas em lançamento

Camisa laranja virou sucesso entre os torcedores do Timão

Camisa laranja virou sucesso entre os torcedores do Timão

Foto: Daniel Augusto Jr. / Agência Corinthians

Lançado no início de setembro, o uniforme três do Corinthians alcançou sucesso absoluto entre os torcedores. A camisa laranja já é uma das mais vendidas da história do clube, mas, mesmo assim, deve ficar fora do jogo contra o Vasco, que pode decidir o título do Brasileirão.

Para manter a tradição, a diretoria do Corinthians optou por usar a camisa dois, listrada, na partida da próxima quinta-feira. A ideia é garantir que em fotos de um possível título, o Timão fique mesmo no histórico preto e branco.

Porém, a camisa encerra a temporada com um desempenho brilhante. A camisa deu sorte e coroa um ano onde a base teve papel importante em campo. Entre os torcedores, ela é sucesso de vendas e surpreendeu até os envolvidos em sua divulgação.

"Não sei se vai ser a mais vendida da história porque não sei a tiragem das antigas camisas, como a roxa, por exemplo. Não posso divulgar, por contrato, quanto produziu da laranja, mas posso afirmar, sem sombras de dúvida, que foi o recorde de lançamento de um camisa", comemorou Gustavo Herbetta, superintendente de marketing do Corinthians, em entrevista exclusiva ao MEU TIMÃO.

"No primeiro dia de vendas, a Nike nunca vendeu tanta camisa na história do Corinthians e na história do Brasil. Nunca esgotou tão rapidamente um estoque de camisa do Corinthians. Em três semanas, 70% do inventário, do que é colocado para venda nas lojas, tinha esgotado", completou.

O sucesso de vendas está ligado diretamente ao trabalho de Gustavo e todo o departamento de marketing. O investimento na campanha da camisa laranja foi grande - algo nunca feito anterioramente pelo Corinthians.

"O sucesso da camisa tem muita ligação com o departamento de marketing do Corinthians. Até a Nike pode confirmar isso. Teve um envolvimento muito grande, a gente comprou tanto essa campanha, porque a torcida, inicialmente, não tinha gostado da cor e da camisa. Mas, participamos, tivemos um envolvimento conceitual, fomos buscar a essência dela, a história. Evitamos jogadores estrelas e fomos nos da base, fizemos aquele lançamento no dia do jogo e não em um evento fechado só para diretoria, levamos para a torcida, apagamos a luz do estádio", lembrou Gustavo.

O lançamento da camisa laranja realmente foi diferenciado. A Arena Corinthians inteira ficou no escuro enquanto os jogadores entraram no gramado vestindo os novos uniformes. Homenagem ao Terrão, que revelou grandes nomes das categorias de base do Timão, a campanha ainda contou com a sorte.

"Demos sorte também. O Marciel fez o primeiro gol dele bem no dia da estreia, da camisa da base. A Nike fala isso, nunca o Corinthians se envolveu tanto em uma campanha de lançamento de camisa, abrimos todas as nossas redes sociais, construímos um campo de terra aqui no CT da base para produzir o filme. Foi um envolvimento alto e a gente apostou muito para ter esse resultado", finalizou Herbetta.

Veja Mais:

  • Cássio (à dir.) foi apresentado como reforço do Corinthians ao lado de Felipe, hoje no Porto

    'Nunca me imaginei jogando no Corinthians': Cássio conta bastidores da chegada ao Timão

    ver detalhes
  • Corinthians/Americana pode não voltar a quadra no segundo semestre

    Campeão nacional, Corinthians/Americana chega ao fim, diz jornal

    ver detalhes
  • Pedrinho jogou apenas dez minutos nos últimos dez jogos do Corinthians

    Dez minutos nos últimos dez jogos... Pedrinho 'some' em meio à decisões e boa fase do Corinthians

    ver detalhes
  • De promessa a dispensado: ex-Corinthians, Cassini comunica saída da Ponte Preta

    De promessa a dispensado: ex-Corinthians, Cassini comunica saída da Ponte Preta

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes