Em evidência, Arana fala sobre sua oportunidade no profissional do Corinthians

Em evidência, Arana fala sobre sua oportunidade no profissional do Corinthians

Por Meu Timão

Arana lembrou até dos seus tempos de Terrão no Parque São Jorge

Arana lembrou até dos seus tempos de Terrão no Parque São Jorge

Foto: Daniel Augusto Jr. / Agência Corinthians

Um dos jogadores que mais viu a sua vida mudar nessa temporada foi o jovem Guilherme Arana. Ele começou o ano disputando a Copa São Paulo de Futebol Júnior e agora é titular, com grande destaque na equipe, e está perto de se sagrar campeão brasileiro.

A nova fase do jogador começou em agosto, na partida contra o Sport. Arana foi do céu ao inferno no mesmo jogo. Errou em um lance que resultou um gol do time de Recife, mas salvou causando um pênalti na sequência.

"Eu, às vezes, fico pensando mesmo. Aquele jogo do Sport não foi fácil para mim. Porque em um lance eu errei e logo em seguida eu tive a coragem de ir para cima do lateral deles. Fico muito feliz que não me deixei levar, segui em frente e deu tudo certo", relembrou Arana, em entrevista ao programa Bate-Bola, da ESPN.

"Na hora do lance que eu errei, eu pensei: agora vou ter que fazer alguma coisa diferente, para poder ajudar. Logo na estreia, eu ia falhar. Eu tinha que fazer alguma coisa para mudar o olhar do torcedor", completou o lateral.

Deu certo. O torcedor apoia o jovem lateral toda vez que ele está em campo. Para Arana, isso é uma recompensa por tudo que já batalhou. Com 18 anos, ele é da última geração que treinou no Terrão do Parque São Jorge.

"Eu jogava na escolinha em São Caetano, aí fui no Juventus com um colega, passamos. Estava disputando um campeonato de futebol de salão contra o Corinthians e o treinador falou para eu ir fazer um teste lá. Fui, passei e comecei a treinar lá. O meu primeiro ano lá foi o último ano de Terrão, não tinha camisa, tinha que levar coisa para treinar. Foi uma experiência muito boa vir do Terrão", ressaltou.

Agora, anos depois, ele treina no CT Joaquim Grava, acompanhado de uma das melhores estruturas do mundo, ao lado de grandes jogadores e profissionais. A mudança não foi fácil e Arana sabe que é preciso ter o apoio da família para seguir sem cometer erros nessa fase de transição.

"O difícil é você manter, subir todo mundo quer, o difícil é se manter lá. Tem que ter cabeça boa, família boa, estrutura boa. Se você não tiver isso, você se perde. Minha família sempre me aconselha sobre isso. Eu sou muito família, gosto que todo mundo acompanhe os jogos, vai no estádio", explicou o jovem, que já é reconhecido na rua e diz gostar disso.

"Eu gosto de sair, as vezes você percebe um pessoal olhando, comentando. Eu gosto que eles venham falar comigo, tirar fotos, é muito bom isso. Até agora não mudou meu jeito, vamos ver daqui para frente", completou.

Mas, apesar da vaga entre os titulares e da invencibilidade (Arana é um dos jogadores que não perdeu ainda no Brasileirão com a camisa do Corinthians), o lateral-esquerdo sabe que ainda precisa melhorar dentro de campo.

"Eu preciso melhorar na questão da marcação. Na base, eu não aprendi tantas coisas como eu estou aprendendo agora com o Tite. Todo dia eu faço treino específico para aperfeiçoar isso da marcação", finalizou Arana.

Veja Mais:

  • Índio deu a vitória ao Corinthians/UNIP

    Com gol no fim, Corinthians vira para cima do Sorocaba e se aproxima do título nacional

    ver detalhes
  • Oswaldo comandou atividades desta segunda-feira

    Oswaldo esboça Corinthians para duelo com Cruzeiro; veja provável escalação

    ver detalhes
  • Oya é um dos destaques do Timão na disputa no Sul do Brasil

    Timão joga bem, mas não impede segunda derrota na Copa Internacional Sub-20

    ver detalhes
  • Dispensado do Corinthians, Willians se pronuncia em rede social

    Dispensado do Corinthians, Willians se pronuncia em rede social

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes