Tentando intimidar, vascaínos pintam muros no entorno de São Januário antes de enfrentar o Timão

Tentando intimidar, vascaínos pintam muros no entorno de São Januário antes de enfrentar o Timão

Por Meu Timão

38 mil visualizações 286 comentários Comunicar erro

As tentativas de intimidação por parte da torcida do Vasco, diante da partida desta noite, contra o Corinthians, em São Januário, continuam. A mais nova atitude de alguns vascaínos foi a pintura de um dos muros no entorno do estádio carioca, com a frase: "São Januário. Território hostil desde 1927".

Tentando aumentar a pressão sobre o Timão, que busca o hexacampeonato na casa do rival - enquanto o próprio luta contra o rebaixamento -, incitações à violência e provocações tem sido feitas desde a última semana.

A hostilidade começou com a divulgação de uma mensagem, que incentivava uma verdadeira "guerra" contra o Corinthians. O clube do Parque São Jorge, por sua vez, pediu ajuda ao Ministério Público e fez com que a Polícia garantisse um efetivo maior para a partida. Ainda assim, surgiram novas ameaças.

A delegação alvinegra já está no Rio de Janeiro, pronta para resolver a 35ª rodada do Campeonato Brasileiro apenas dentro de campo. Contra o Vasco, em São Januário, a bola rola às 22h.

Confira as pinturas em um dos muros de São Januário

MuroMuro

Veja Mais:

  • Roger fez seu primeiro gol pelo Corinthians

    Corinthians cede empate ao Sport e perde chance de reassumir liderança do Brasileirão

    ver detalhes
  • Corinthiano Mantuan durante jogo contra o Sport, pelo Campeonato Brasileiro

    Fiel 'esquece' Roger e elege dois defensores como craques do Corinthians no empate contra Sport

    ver detalhes
  • Corinthians tropeçou no Sport neste domingo

    Corinthians perde uma posição e vê 'perigoso concorrente' assumir liderança do Brasileirão

    ver detalhes
  • Fábio Carille conversou com a imprensa sobre possível saída do Corinthians

    Carille sobe tom, ataca imprensa, mas confirma sondagem: 'Se chegar proposta, vou pensar'

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes