Antes mesmo de receber premiação, Corinthians quita mais uma dívida

Antes mesmo de receber premiação, Corinthians quita mais uma dívida

Por Meu Timão

Corinthians quitou dívida com Mano Menezes

Corinthians quitou dívida com Mano Menezes

Foto: Daniel Augusto Jr. / Agência Corinthians

Antes mesmo de receber o dinheiro da premiação do Campeonato Brasileiro, o Corinthians quitou mais uma dívida: pagou todos os atrasos devidos ao técnico Mano Menezes.

"Já resolveram meu caso. Tenho que ser justo e falar. Abordei esse assunto algumas vezes, que tinha algo para receber, mas recebi antes mesmo da decisão do título, como foi prometido. Demorou um pouquinho, mas veio...", declarou Mano Menezes, em coletiva no Allianz Parque, após o empate entre Palmeiras e Cruzeiro, neste sábado.

O Corinthians devia os últimos seis meses de salário ao treinador, que comandou o time até o fim do Campeonato Brasileiro do ano passado. Além disso, um valor referente a premiação pela classificação para a Libertadores deste ano. O valor total era de cerca de R$ 4 milhões. Foi o próprio Mano Menezes que revelou a dívida, em entrevista, em junho deste ano. Na época, descartou entrar na Justiça e disse confiar que o clube resolveria o caso.

Nas últimas semanas, o Corinthians conseguiu resolver boa parte das pendências financeiras. Quitou todos os direitos de imagem e todas as premiações atrasadas com o atual elenco.

Veja Mais:

  • Corinthians encerrou preparação contra a Ponte Preta

    Clima bom, susto de Pablo e escalação do Corinthians: o último treino antes da Ponte Preta

    ver detalhes
  • Casuals foi derrotado nos pênaltis neste sábado; próxima temporada só em agosto

    Nos pênaltis, Corinthian-Casuals perde final e adia sonho de subir de divisão

    ver detalhes
  • Carille contará com 23 jogadores em Campinas neste domingo

    Corinthians relaciona 23 jogadores para final em Campinas

    ver detalhes
  • Pablo não deve ser problema contra a Ponte Preta

    Pablo dá susto em último treino do Corinthians antes de decisão

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes