Com reservas, Corinthians HUMILHA, MALTRATA E ATROPELA o São Paulo na Arena

Corinthians Corinthians 6 x 1 São Paulo São Paulo

Brasileirão 2015

Com reservas, Corinthians HUMILHA, MALTRATA E ATROPELA o São Paulo na Arena

Por Meu Timão

Goleada histórica na Arena sacramentou a festa do título

Goleada histórica na Arena sacramentou a festa do título

Foto: Daniel Augusto Jr. / Agência Corinthians

Com o título garantido, o Corinthians recebeu o São Paulo neste domingo, na Arena. O clássico, válido pela 36ª rodada do Brasileirão, tinha clima de festa para os corinthianos que fizeram chuva de papel picado, mosaico 3D e claro, muitas provocações aos rivais.

Antes do jogo, o treinador Tite prometeu seriedade na partida - importantíssima para o adversário - e garantiu que a equipe não ia tirar o pé. Hexacampeão, o Corinthians ainda brigava por uma única coisa: a melhor campanha dos pontos corridos.

A equipe alvinegra quer superar o Cruzeiro de 2014, que fez 80 pontos na competição. Com 77 alcançados e três partidas a disputar, a liderança do ranking virou a meta corinthiana. Mesmo assim, Tite não quis expor os jogadores à riscos desnecessários.

Por isso, o Corinthians entrou em campo com uma formação diferente: dos últimos titulares, somente Felipe, Cássio e Ralf estavam na equipe. No tradicional 4-1-4-1, o Timão entrou em campo com Cássio, Fagner, Felipe, Edu Dracena e Uendel; Ralf; Danilo, Bruno Henrique, Rodriguinho, Lucca e Ángel Romero.

Porém, nem mesmo o mais otimista dos torcedores podia imaginar o que vinha por aí.

Primeiro tempo

Com um começo de primeiro tempo um pouco tímido, ainda pouco entrosado, os jogadores do Corinthians não davam sinal do show que se veria em campo, a partir dos 26 minutos da primeira etapa.

O gol veio dos pés de Bruno Henrique, após aproveitar rebote de cabeceio de Felipe. Menos de dois minutos depois, o menino Romero fez o segundo e levou a Fiel à loucura. Daí para frente, o São Paulo sentiu e a facilidade do Corinthians em campo dava mostras de que o jogo prometia ser uma festa completa.

O terceiro, do zagueiro Edu Dracena, veio aos 45 minutos e fez os são paulinos abandonarem a Arena antes mesmo do intervalo. A torcida corinthiana - que bateu recorde na Arena - fez sua parte e ajudou o juiz a apitar o fim da primeira etapa sobre os gritos de olé.

Até mesmo Dentinho, ex-jogador e torcedor assumido do Corinthians, não resistiu ao ímpeto da piada - e, pelo Twitter, fez graça com os rivais.

Segundo tempo

O Timão voltou ainda mais leve para o segundo tempo - já o São Paulo, tentou duas alterações. Apesar disso, o Corinthians continuou sobrando em campo e o quarto gol saiu aos 16 minutos, com Lucca.

De novo, poucos minutos depois, Romero aproveitou a oportunidade como titular e fez seu segundo gol. O placar chegou aos cinco gols de vantagem, mas ainda vinha mais por aí - para sacramentar o hexa, o Timão tinha que buscar o sexto gol.

O São Paulo, naquele momento, esboçou sua única reação na partida. A equipe rival marcou um gol, mas não estava pronta para o show de Romerito: o atacante sofreu o pênalti e deu a chance que o Timão precisava para fazer história.

Depois do gol sofrido, aos 25, Tite fez suas três alterações na equipe: Danilo saiu, completamente ovacionado pela Fiel, para a entrada de Lincom. Aos 28 minutos Rodriguinho deixou o campo e deu vaga para Cristian.

E claro, por esse motivo, o pênalti sofrido pelo Romero foi batido por ele. Carrasco do rival, Cristian chamou a responsabilidade e marcou o sexto. Um gol para cada título corinthiano, dos pés de reservas, titulares, nada mais justo para o Corinthians avassalador: e o melhor da história dos pontos corridos.

Depois do atropelo, faltava pouco para o juiz apitar a partida. Porém, o "campeonato manchado" ainda preparava uma surpresa pro Timão: um pênalti mal marcado podia fazer o São Paulo diminuir a diferença. A Fiel não se preocupou: embaixo das traves, para fechar com chave de ouro, o gigante Cássio defendeu o pênalti e aumentou ainda mais o tamanho dessa conquista.

Pouco depois, o juiz acabou o jogo e fechou o caixão. O Timão pode, finalmente, comemorar com a Fiel seu primeiro título na Arena! Parabéns, Corinthians!

Comente a partida entre Corinthians e São Paulo

  • 1000 caracteres restantes