Agora campeão, Malcom agradece de jardineiro à presidente e lembra corinthianismo de infância

Agora campeão, Malcom agradece de jardineiro à presidente e lembra corinthianismo de infância

Por Meu Timão

Malcom comemorou com a taça do hexa

Malcom comemorou com a taça do hexa

Foto: Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians

Nascido em 1997, em família corinthiana, o jovem Malcom pôde, pela primeira vez em sua vida, fazer parte de um título do Corinthians. Como torcedor, ele viveu a era de ouro da equipe: desde quando nasceu, viu o Timão conquistar quatro Brasileiros, dois Mundiais, duas Copa do Brasil, uma Libertadores e uma Recopa.

Agora, em 2015, o atacante fez parte do elenco responsável por um novo título. E, emocionado, após a conquista o jogador lembrou tudo que viveu desde seus tempos de moleque, na base do Corinthians.

"Só tenho a agradecer a todo o mundo, do jardineiro ao presidente do Corinthians. Estou muito feliz. Agora é só comemorar", disse Malcom, enquanto comemorava o hexacampeonato no gramado da Arena Corinthians.

Com apenas 18 anos, o atleta também lembrou-se do corinthianismo de infância, que teve grande parte vivida dentro do Parque São Jorge - onde Malcom treina desde os oito anos de idade.

"Não tem sensação melhor. Quando eu tinha dois anos, estava no cangote do meu tio gritando pelo Corinthians. Hoje, estou vivenciando tudo isso dentro de campo, sabendo que temos muitos torcedores nos incentivando. Não tem coisa melhor", finalizou o atacante.

Veja Mais:

  • Fora dos planos do Timão, Cristian é alvo do Jorge Wilstermann

    'De canto' no Corinthians, dupla é procurada por clube boliviano que está na Libertadores

    ver detalhes
  • Corinthians e Chapecoense dividem liderança da atual edição da Série A

    Chapecoense vence e empata com Corinthians na liderança do Brasileirão; veja a tabela

    ver detalhes
  • Timãozinho venceu o Mundial Sub-17 em 2015

    Maior campeão, Corinthians desiste do Mundial de Clubes Sub-17 por falta de dinheiro

    ver detalhes
  • Castán pertence á Roma, mas jogou a última temporada pelo Torino, também da Itália

    Com reunião agendada na Itália, pai de Castán não descarta retorno do zagueiro ao Corinthians

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes