Maestro do meio campo, Renato explica mudanças táticas no Timão após saída de Guerrero

2.5 mil visualizações 26 comentários

Por Meu Timão

Renato Augusto falou sobre as mudanças com a saída de Guerrero

Renato Augusto falou sobre as mudanças com a saída de Guerrero

Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians

A saída de Paolo Guerrero do Corinthians, em meados de maio deste ano, desestabilizou momentaneamente o ataque alvinegro. Acostumados com o posicionamento do atacante peruano na área, os jogadores do meio-campo do Timão tiveram que se adaptar às novas circunstâncias.

Foi o que Renato Augusto revelou, cerca de seis meses após a ida de Guerrero ao Flamengo. O meia explicou as mudanças táticas do Corinthians após a saída do atleta, como por exemplo, a chegada de Vagner Love à equipe titular.

"A gente jogava muito para o Paolo, que era um cara acima da média, sabia fazer o pivô, sabia sair. Depois que ele saiu, o Jadson começou a entrar mais na área, o Elias começou a entrar mais, eu comecei a aparecer mais. Até porque o Love é um cara com um pouco mais de mobilidade, que ajuda na marcação", esclareceu Renato Augusto, em participação ao programa Jogo Aberto, da Bandeirantes.

"A gente mudou um pouco as nossas características em função do centroavante. E até o Love entrar no ritmo, a gente precisou chegar mais dentro da área para poder estar mais perto dele e ajudá-lo. Eu acho que foi um pouco da inteligência dos jogadores que estava atrás para coisa poder andar", acrescentou.

Quem também, além dos próprios jogadores do elenco, teve que compreender as mudanças necessárias em campo foi Tite. O treinador fez sua parte e passou os ensinamentos aos atletas, que compreenderam e trabalharam para que o ataque do Corinthians voltasse a ser efetivo.

"Eu acho que teve também uma parte dos jogadores entenderem o que ele (Tite) queria, por serem jogadores inteligentes. Ele não precisou repetir muito e por isso eu acho que a coisa acabou andando rápido e o time acabou encaixando. E pelo meio-campo que a gente tinha, com jogadores como Jadson, Elias, o Ralf, que voltou jogando muito bem, acabamos tendo muita consistência no meio e nos tornando campeões", finalizou o meia, enaltecendo também a conquista do hexacampeonato brasileiro.

Veja Mais:

  • Vitória do Botafogo contra o Guarani pode manter sonho do Corinthians vivo no Paulistão

    Restam dois jogos: o que o Corinthians precisa para se classificar no Paulistão?

    ver detalhes
  • Carlinhos disputou apenas duas partidas pelo time principal do Corinthians

    Atacante do Corinthians com poucos minutos no profissional será emprestado ao Atibaia

    ver detalhes
  • Justiça penhora R$ 428 mil das contas do Corinthians após ação movida pelo América-MG

    Corinthians sofre penhora de quase R$ 500 mil na Justiça por dívida com América-MG

    ver detalhes
  • Xavier, volante de 20 anos, pode ganhar chance de treinar com o elenco principal do Corinthians no CT

    Capitão do Corinthians na Copinha pode ser mais um jovem a ganhar chance com Tiago Nunes no CT

    ver detalhes
  • Atuação de Amarilla revoltou Tite e os corinthianos em 2013

    Corinthians parabeniza Conmebol por aniversário e Fiel se revolta ao lembrar eliminação de 2013

    ver detalhes
  • Corinthians estreia no Brasileirão no começo do mês de agosto

    CBF publica calendário do futebol nacional com competições até fevereiro de 2021

    ver detalhes

Últimas notícias do Corinthians

Comente a notícia: