Vasco x Corinthians

Pelo 2017, o Corinthians vai empatando contra o Vasco

Acompanhe ao vivo

Novo acordo com MP proíbe Timão de dar ingressos para torcidas organizadas

Novo acordo com MP proíbe Timão de dar ingressos para torcidas organizadas

Por Meu Timão

Incidente em Oruro causou punição ao Corinthians; Clube não pode ceder benefícios às organizadas

Incidente em Oruro causou punição ao Corinthians; Clube não pode ceder benefícios às organizadas

Foto: Daniel Augusto Jr./Ag. Corinthians

O Corinthians está impossibilitado de ceder benefícios para suas torcidas organizadas. Nesta sexta-feira (11), o Timão firmou um acordo com o Ministério Público de São Paulo no qual se compromete a não fazer doações de dinheiro, ingressos, pagamento de transporte e hospedagem para quaisquer integrantes de uniformizadas.

Denominado Termo de Ajustamento de Conduto (TAC), o documento prevê que o clube “se obriga a orientar seus jogadores, treinadores, comissão técnica, empregados, diretores, conselheiros, dirigentes e sócios do Clube (...) sobre a proibição de prestar contribuição de natureza patrimonial a qualquer de suas torcidas organizadas (...)”, informa a nota publicada no portal do MP.

O acordo foi selado por conta do inquérito civil instaurado pela Promotoria de Justiça do Consumidor da Capital para apurar a prática abusiva na venda de ingressos pela internet. A assinatura do TAC é consequência da investigação acerca da morte do torcedor boliviano Kevin Douglas Beltran Espada.

Em fevereiro de 2013, Espada foi atingido por um sinalizador disparado por integrantes de uma torcida uniformizada do Timão durante o confronto entre Corinthians e San Jose, em Oruro, na Bolívia. Na ocasião, o clube do Parque São Jorge acabou punido e teve de enfrentar o Millionarios, da Colômbia, com os portões fechados.

Por fim, o Corinthians também se comprometeu a suspender o indivíduo que se envolver “em algum ilícito civil e/ou criminal dentro de estádio ou no seu entorno” dos benefícios do Fiel Torcedor, programa de fidelização do Timão. Em caso de violação do acordo, o clube será penalizado com uma multa no valor de R$ 50 mil por evento.

Veja Mais:

  • Contra o Vasco, Corinthians estreia em 2017 e faz seu primeiro jogo na Florida Cup

    Contra o Vasco, Corinthians estreia em 2017 e faz seu primeiro jogo na Florida Cup

    ver detalhes
  • Kazim, uma das sete contratações do Corinthians, só joga o segundo tempo

    Corinthians confirma escalação para primeiro jogo do ano; veja quem estreia

    ver detalhes
  • Carille já foi avisado que Fagner e Rodriguinho podem ser convocados

    Além de Fagner, meia do Corinthians pode ser chamado por Tite para a Seleção Brasileira

    ver detalhes
  • Jadson coloca Corinthians como prioridade após retorno ao Brasil

    [Marco Bello] Jadson coloca Corinthians como prioridade após retorno ao Brasil

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes