O corinthianismo de Daniel Augusto Jr., o fotógrafo oficial do Corinthians

O corinthianismo de Daniel Augusto Jr., o fotógrafo oficial do Corinthians

Por Mayara Munhoz e Tamara Guimarães

Dono de um sorriso fácil, um par de óculos com armação tartaruga e uma lente fotográfica de respeito, Daniel Augusto Jr. é uma verdadeira enciclopédia sobre o Corinthians. O nome já é um velho conhecido dos torcedores, uma vez que é a sua assinatura que acompanha grande parte das fotos do Timão.

Seu rosto, porém, sempre detrás das câmeras, ainda não é tão popular. Mesmo assim, Daniel confessa que às vezes vive dias de fama quando é aplaudido por torcedores que o reconhecem. A isto, com modéstia que não cabe no currículo que carrega, credita à paixão que ele mesmo sente pelo time do povo: "É Corinthians, né?", justifica.

É verdade que o fato de ser corinthiano de carteirinha ajuda bastante no repertório interminável das fascinantes histórias que ele tem para contar. A maioria delas, por meios de imagens inesquecíveis para os torcedores. Outras, narra em prosa solta para quem tem o prazer de uma conversa.

Engana-se, quem pensa que a história do Daniel com o Corinthians, começa em 2007. O ano é importante, sim, porque marca o início do trabalho dele como fotógrafo oficial do clube. Mas só começou porque ele - corinthiano desde criança e fotojornalista esportivo desde 1977 - queria juntar as duas paixões.

Antes de sequer imaginar que um dia seria ele o arauto da história, a registrar fotografias dos momentos marcantes do Corinthians, Daniel Augusto Jr. se acomodava nas arquibancadas do Pacaembu. Ao lado dele, um grupo de amigos que algum tempo mais tarde viria a formar a Gaviões da Fiel, a maior torcida organizada do Corinthians.

Foi dele a ideia de fazer, pela primeira vez, o trabalho de cobertura de bastidores no futebol. Treinos, preparações, viagens. Nada disso era fotografado em time nenhum. O projeto só virou realidade anos mais tarde, no momento menos esperado, após o rebaixamento para Série B.

Agora, ele fica do outro lado: é ele quem retrata, de dentro do campo, os corinthianos que vestem o manto nas arquibancadas. Fotógrafo oficial, Daniel viaja com o clube e acompanha os jogadores durante as concentrações, mas prefere não interferir nunca. Não faz perguntas, e se mantém o observador silencioso, como nas fotos em que tira: "Eu não pergunto quem vai jogar. Mas pro Cartola seria uma boa informação", faz piada com o bom humor habitual.

Roqueiro convicto, é ao som dos Beatles e dos Stones que ele se dirige ao CT todos os dias. Durante um treino normal, ele registra entre 300 a 400 imagens dos jogadores e comissão técnica. "Aqui todo dia é bom. Venho trabalhar com alegria", garante entre um sorriso e outro, mesmo quando se lembra de momentos ruins no Corinthians.

Deles, dois são mais marcantes para ele: a derrota do Corinthians para o River, no Pacaembu, quando temeu por sua vida em meio a torcedores enfurecidos e a a derrota para o Tolima. Na segunda ocasião, já trabalhando para o Timão, ele teve seu carro destruído no CT. O prejuízo, de cerca de R$ 3 mil, foi pago pelo clube.

Apesar disso, o que emociona mesmo Daniel são as vitórias. Contratado após a queda para a Série B, ele viu, viveu e registrou os melhores anos da história corinthiana. Com a voz embargada, ele lembra a conquista da Libertadores, conta histórias do Mundial e celebra dois títulos brasileiros e uma Copa do Brasil: todos, transformados em livros por ele.

Das histórias que conta, ainda falta o sonho de um livro sobre a passagem de Ronaldo pelo Corinthians. Se intitula o homem certo, no lugar certo, enquanto relembra o sofá, de onde assistiu chorando o Corinthians ser rebaixado. Ele não sabia que a partir daquele momento, a sua sorte mudaria ao lado do seu clube de coração. Parte da equipe, criador de ícones, contador de histórias, Daniel Augusto Jr. também é o ganhador dos títulos e dos méritos de um clube que se reconstruiu ao longo dos anos.

*Colaboração de Marina Balbino.

Veja Mais:

  • Dispensado do Corinthians, Willians se pronuncia em rede social

    Dispensado do Corinthians, Willians se pronuncia em rede social

    ver detalhes
  • Chapecoense está na Libertadores de 2017; Corinthians segue lutando por vaga

    Conmebol confirma título à Chape, e Libertadores-2017 terá ao menos oito brasileiros

    ver detalhes
  • Wladimir tem 805 jogos com a camisa do Corinthians em seu currículo

    Invasão Corinthiana, impeachment de Andrade e tragédia da Chape: bate-papo com Wladimir

    ver detalhes
  • Muricy atualmente trabalha como comentarista no SporTV

    Corinthians convidou Muricy Ramalho para ocupar cargo na base

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes