Hoje treinador, Tcheco enaltece torcida corinthiana e recorda busca por Libertadores

Hoje treinador, Tcheco enaltece torcida corinthiana e recorda busca por Libertadores

Por Meu Timão

Tcheco (à esquerda) disputou 26 partidas pelo Timão e não marcou nenhum gol

Tcheco (à esquerda) disputou 26 partidas pelo Timão e não marcou nenhum gol

Foto: Rodrigo Coca/Ag. Corinthians

A passagem de Tcheco pelo Parque São Jorge foi curta, mas intensa. No fim de 2009, o então meio-campista foi anunciado pela diretoria alvinegra como reforço para a disputa da Libertadores. Quase seis anos depois de vestir o manto corinthiano, o hoje treinador das divisões de base do Coritiba exaltou a Fiel torcida.

“Eu acho a força da torcida faz o Corinthians sempre ficar forte. Ainda mais agora com seu estádio. Principalmente depois que o Corinthians caiu para a segunda divisão, ele levou um tombo, mas soube se levantar, voltou para a primeira divisão e se preparou melhor ainda”, afirmou Tcheco ao portal Goal Brasil.

A contratação de Tcheco foi solicitada por Mano Menezes, treinador do Corinthians na época. Apesar da confiança, o atleta recebeu poucas oportunidades e não conseguiu demonstrar um futebol que o rendesse a titularidade. Ainda assim, o ex-meia recorda a busca incessante do time paulista pelo título da maior competição de clubes da América.

“Quando eu estava lá, se via muito nos bastidores (o pensamento) 'a gente tem que classificar para Libertadores', pois se você está na Libertadores, automaticamente está brigando por um título. Ou se você está no Brasileiro, lutando pela Libertadores, uma hora você vai ser campeão”, acrescenta.

“Então, o Corinthians tinha esse pensamento, foi o que aconteceu com o Corinthians, conquistou o Mundial, os Brasileiros”, finalizou. Reserva de Danilo, Tcheco foi emprestado ao Coritiba em setembro de 2010. Após duas temporadas na equipe paranaense, decidiu encerrar a carreira de jogador e dar início à trajetória como técnico.

“Depois que eu parei, eu fiquei como auxiliar do profissional, foi um aprendizado muito grande, pois aprendemos como se fosse um estagiário privilegiado, pois você acaba observando os treinadores de nome e foi muito bom”, conclui. Atualmente, ele comanda a categoria Sub-23 do Coxa.

Veja Mais:

  • Dupla Jô-Rodriguinho já não se mostra mais tão efetiva quanto em outros tempos

    Corinthians leva dois gols de bola área, perde do Botafogo e fica pressionado no Brasileirão

    ver detalhes
  • Clayson falou com a imprensa brevemente: 'Não foi nada demais'

    Atacante do Corinthians é conduzido por policiais a prestar esclarecimentos no Rio

    ver detalhes
  • Corinthians de Carille perdeu do Botafogo na noite dessa quarta-feira

    Torcida 'perdoa' cinco jogadores e dá pior nota a Carille após derrota do Corinthians no Rio

    ver detalhes
  • Acorda, presidente!

    [Walter Falceta] Acorda, presidente!

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes