Marlone fala sobre contrato com o Timão e elogia: 'Maior da América'

Marlone fala sobre contrato com o Timão e elogia: 'Maior da América'

Por Meu Timão

Marlone já até projetou como poderia jogar no Corinthians

Marlone já até projetou como poderia jogar no Corinthians

Foto: Divulgação

O meia Marlone está muito perto de ser o novo jogador do Corinthians. O jogador confirmou que a negociação com o clube está encaminhada e já falou sobre a responsabilidade de vestir o manto alvinegro.

Destaque do Sport no Campeonato Brasileiro, Marlone deve assinar por quatro anos com o Timão. O jogador distribuiu elogios ao clube e disse saber que é preciso ter personalidade para aceitar o desafio.

"Já está bem encaminhado. Faltam ainda alguns detalhes do contrato. Acho que serão por quatro anos e estamos avaliando algumas coisas para fechar. Vai ser um novo desafio", declarou o jogador, em participação no programa Seleção SporTV.

"Com certeza, é um grande clube. É o maior clube da América hoje. A gente vai precisar ter personalidade para jogar e vestir a camisa de um clube como Corinthians", completou.

Mesmo sem ter firmado o acordo, o jogador já demonstrou ansiedade para conhecer os futuros companheiros e lembrou que já atuou com Fagner, no Vasco.

"Eu acompanhei todo o campeonato do Corinthians, os jogos. Chegando lá eu vou conhecer os novos companheiros e me adaptar ao clube. Eu conheço o Fagner, com quem eu joguei no Vasco. O meu psicológico está tranquilo. Vou ter tranquilidade para reconhecer onde devo melhorar, já que sempre procuro evoluir. Faltam alguns detalhes para fechar, e preciso buscar essa evolução para dar conta na contratação que eles estão buscando", ressaltou.

Marlone também falou sobre a função que pode exercer dentro de campo. O jogador garante que atua melhor pelo lado esquerdo, mas não descarta atuar em outras posições, dependendo do que for pedido pelo técnico Tite.

"Eu me identifiquei mais pelo lado esquerdo do campo. Pelo Sport foi onde eu joguei mais, assim como quando eu surgi no Vasco. É pelo lado esquerdo que eu estou mais adaptado. Mas no Sport eu também fiz outra função que o professor Falcão pedia. Ele pedia para eu jogar pelo meio e criar mais, fazer viradas de jogo. Mas onde eu mais me identifiquei foi pelo lado esquerdo do campo", finalizou o meia.

Veja Mais:

  • Oswaldo defendeu utilização da cor verde em homenagem à Chapecoense

    Oswaldo comenta tragédia da Chapecoense e é mais um a defender cor verde no Corinthians

    ver detalhes
  • Torcida do Corinthians se despediu da Arena no empate por 0 a 0 com o Atlético-PR

    Maior do país, público do Corinthians é duas vezes a média do Brasileirão 2016

    ver detalhes
  • Sala de cabines de TV da Arena passa a ser chamada Lilácio Pereira Jr.

    Corinthians batiza sala de transmissões da Arena em tributo a vítima de acidente

    ver detalhes
  • Golaço de Marlone sobre Cobresal rendeu a ele indicação ao Puskás

    Marlone supera Messi e Neymar e vai à final do Prêmio Puskás da Fifa

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes