Com controle absoluto da equipe, Tite revela detalhes de seu retorno ao Corinthians

5.7 mil visualizações 34 comentários

Por Meu Timão

Tite revelou os motivos que o trouxeram de volta ao Corinthians

Tite revelou os motivos que o trouxeram de volta ao Corinthians

Agência Corinthians

A temporada de 2015 foi de coroação para o técnico Tite. Considerado pela maioria dos admiradores de futebol o melhor treinador da atualidade, o comandante revelou detalhes de sua negociação, que ocorreu no início de 2015, com o Corinthians.

"Voltei por um aspecto de lealdade, eu perguntei 'Qual é o projeto, o que que tu pensas do Corinthians em relação a mim'. E ele, Roberto de Andrade, me respondeu 'Tite, estamos retomando um trabalho. Não queremos te contratar pelo que você fez no passado, mas sim o que pode fazer, a tua importância, você estar junto conosco no trabalho", afirmou o treinador no programa Boa Noite Fox.

O comandante afirma a ligação do atual presidente alvinegro foi fundamental para a decisão de voltar ao comando da maior equipe do país.

"Nesse momento eu falei que sou o técnico do Corinthians, foi antes do último jogo. Eu bati o telefone e liguei pra direção do Internacional e falei 'Eu não quero, não precisa aguardar até o último jogo, não façam nada'. Era um senso de lealdade de trabalho, de quem comanda, de saber que temos ideias parecidas de futebol. Quando se tem ideias parecidas é um passo muito próximo pra atingir os objetivos", explicou.

Tite não mudou de 2012 pra cá, quando fez do Timão o maior da mundo, mas sua temporada sabática de 2014, quando rodou o mundo atrás das novidades do futebol, trouxe grandes benefícios e amadurecimento para a nova equipe.

Com um início do ano surpreendente, e belas atuações, a equipe ainda em formação fez o torcedor se encher de expectativas.

"O analista ele consegue analisar desempenho conjuntamente com o resultado a sua grande maioria. Outros colocam só como sucesso ter resultados, então, nós termos saídos com um grande futebol no Campeonato Paulista e na fase de grupo da Libertadores, e não termos conquistado o título, gerou uma pressão maior e essa incerteza dos atletas que coincidiu com a saída de quatro atletas de qualidade. Baqueou sim, não começamos bem o Brasileiro, perdemos para o Grêmio lá e o jogo estava 2 a 0. Esse foi o momento que eu fui pra casa pensativo", comentou Tite.

Diante da situação difícil, o comandante do Timão revelou que foi aconselhado por sua esposa a pedir um posicionamento a direção do clube:

"Ela me leu, porque esse era um momento de instabilidade e só comentei que os atletas estavam me procurando para saber como vai ser e o que vai ser. Eu não tinha o responder para eles porque não era da minha alçada, eu também estava com essa insegurança", explicou.

Desconfortável com duas eliminações em sequência, o técnico revelou detalhes da conversa com os dirigentes do clube, que definiriam o futuro no Campeonato Brasileiro.

"O presidente foi fera, ele disse 'Tite, terminou a saída de atletas, eu não poderia permanecer do jeito que estava, não tinha dinheiro para pagar os jogadores que estavam aqui, e eu não quero virar o rosto para alguns que eu devo e ficar investindo em outros para ficar, a partir de agora ninguém sai e eu vou tentar honrar todos os compromissos que eu tenho com vocês.' A partir daquele momento o Roberto deu uma tranquilidade a mim e aos atletas que estavam lá. A partir dai a gente precisava retomar aquele futebol que a gente apresentou, esse momento foi o decisivo", desabafou.

Com as saídas de Sheik, Guerrero, Petros, Fábio Santos e Mendoza, Tite teve que trabalhar com as peças que permaneceram e aguardar o amadurecimento da equipe durante as 38 rodadas do campeonato. No fim da temporada, a equipe mostrou seu potencial de recuperação e sagrou-se campeã do Brasileirão.

Veja Mais:

  • Giuliano será apresentado pelo Corinthians nesta quarta-feira

    Corinthians marca apresentação virtual de meia Giuliano; saiba mais

    ver detalhes
  • Giuliano completa nesta terça-feira exatos 100 dias sem entrar em campo; meia-atacante entrou em campo pela última vez no longínquo dia 25 de abril, quando atuou pelo Basaksehir, da Turquia

    Giuliano completa exatos 100 dias sem jogar; reforço do Corinthians se prepara para estreia

    ver detalhes
  • Jacinto Antônio Ribeiro, o "Jaça", conselheiro vitalício do clube, e pivô de conflito com Brazil nas últimas semanas; Márcio Bittencourt, ex-jogador e ex-treinador da base do clube

    Desentendimento na base do Corinthians separa Sub-23 das demais categorias; entenda

    ver detalhes
  • Sylvinho tem 16 jogos no comando do Corinthians, com mais derrotas (seis) do que vitórias (quatro), além de seis empates; saldo de gols também é negativo (12x16) e o aproveitamento é de 37,5%

    Pressão sobre Sylvinho aumenta no Corinthians; dois fatores jogam a favor do treinador

    ver detalhes
  • Ousado chegou ao Corinthians Free Fire em janeiro

    Técnico do Corinthians Free Fire abre o jogo sobre a saída de Ousado

    ver detalhes
  • Bloqueio é referente a valores não pagos à Federação das Associações de Atletas Profissionais

    Corinthians tem quase R$ 2 milhões bloqueados pela Justiça por dívida com programa social

    ver detalhes

Últimas notícias do Corinthians

Comente a notícia:

x