Marcelo Moreno revela vontade de jogar no Corinthians: 'Potência mundial'

Marcelo Moreno revela vontade de jogar no Corinthians: 'Potência mundial'

Por Meu Timão

Marcelo Moreno fez elogios ao Corinthians

Marcelo Moreno fez elogios ao Corinthians

Foto: Divulgação

Mesmo sem ter recebido qualquer proposta oficial por parte do Corinthians, o atacante boliviano Marcelo Moreno distribuiu elogios ao Timão e afirmou ter o desejo de vestir a camisa do Parque São Jorge.

Em entrevista à uma emissora da Bolívia, o jogador falou que o Timão é uma potência mundial e não escondeu sua admiração pelo clube.

"Jogar no Corinthians é um desejo que todo jogador tem em sua carreira. O Corinthians é uma potência mundial, uma camisa que qualquer jogador gostaria de vestir", declarou o jogador, em entrevista à emissora Unitel.

Atualmente, Marcelo Moreno está no Chagchun Yatai, da China. Aqui no Brasil já defendeu as cores do Flamengo, Grêmio e Cruzeiro e não descarta uma possibilidade de retornar.

"Foi uma experiência muito linda atuar no Brasil. Está se falando muito do interesse do Corinthians para jogar a Libertadores de 2016, mas não chegou nada para o meu empresário ou para mim. Estou esperando", declarou.

O nome de Marcelo Moreno entrou na mira do Corinthians nos últimos dias. Além dele, as informações também dão conta de um interesse por Rafael Sóbis.

Veja Mais:

  • Patch de homenagem a Chapecoense na camisa do Corinthians

    Veja imagens da camisa do Corinthians com o patch da homenagem a Chapecoense

    ver detalhes
  • Marinho vem sendo pedido por torcedores do Corinthians para 2017

    Pedido pela torcida do Corinthians, Marinho admite deixar Vitória em 2017

    ver detalhes
  • Simi passou sete anos no Corinthians

    Simi reclama de saída do Corinthians e projeta 'final às avessas' da LNF no Parque São Jorge

    ver detalhes
  • Oswaldo divulgou lista de relacionados do Corinthians

    Com apenas um desfalque, Corinthians divulga lista de relacionados para enfrentar Cruzeiro

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes