CBF ignora atletas e mantém 'melhor horário' para Brasileirão 2016

CBF ignora atletas e mantém 'melhor horário' para Brasileirão 2016

Por Meu Timão

Elias e Jadson foram protagonistas na vitória contra o Santos, às 11h.

Elias e Jadson foram protagonistas na vitória contra o Santos, às 11h.

Foto: Agência Corinthians

A última temporada trouxe uma novidade que não agradou a maioria dos jogadores do Timão. Em 2015, a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) modificou de forma inusitada o horário de algumas partidas do Campeonato Brasileiro. Nas partidas de domingo, ao menos um jogo da rodada tinha início às 11h. Mesmo com a reclamação dos atletas, pelo forte calor no horário e falta de adaptação, a medida deve ser mantida no próximo ano.

Segundo reportagem do jornal "Folha de São Paulo", a entidade optou por manter o polêmico horário após a Comissão Nacional de Médicos, instituição que integra a CBF, fazer um estudo que garante a integridade dos jogadores e dar aval à continuidade.

De acordo com as pesquisas, mesmo durante o horário de verão, as partidas não colocam em risco a saúde dos jogadores. O Timão teve duas experiências no horário, no decorrer das 38 rodadas do campeonato, e garantiu 100% de aproveitamento.

Na sua estreia matinal, o Timão entrou em campo para enfrentar o Joinville, na época vice-lanterna da competição. Com gols de Malcom, Uendel e Love, o Corinthians não encontrou grandes dificuldades contra a equipe, mas o cansaço era evidente no semblante dos atletas.

Sob um forte calor na Arena em Itaquera, o Timão também enfrentou Santos no temido horário. A partida, que começou com a sensação térmica de 38o no gramado, fez com que o espetáculo fosse interrompido algumas vezes para os jogadores se hidratarem. Mesmo com as dificuldades, o Corinthians garantiu a vitória por 2x0.

Por outro lado, a CBF exibe o sucesso de público nos estádios no novo horário e há grande possibilidade no aumento de partidas realizadas às 11h na edição de 2016 do torneio.

Veja Mais:

  • Cerca de 200 integrantes de organizadas foram ao Pacaembu neste domingo

    Ato de organizadas tem gritos de 'Vamo Chape' e pedido por liberdade nos estádios

    ver detalhes
  • Kalil, à direita de Roberto de Andrade, pediu licença de 60 dias

    Vice-presidente solicita licença do cargo e dispara contra diretoria do Corinthians

    ver detalhes
  • Bruno César anotou o segundo gol na vitória por 2 a 0

    Ex-jogador do Corinthians marca golaço de falta e dedica à Chapecoense; veja o vídeo

    ver detalhes
  • Maycon conta com o aval de Oswaldo de Oliveira para retorno

    Retorno de Maycon minimiza necessidade por contratação de volante no Corinthians

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes