Partida histórica entre Corinthians e Real Madrid completa 16 anos

Partida histórica entre Corinthians e Real Madrid completa 16 anos

Por Meu Timão

Edílson dando a caneta histórica

Edílson dando a caneta histórica

Foto: Reprodução

A épica partida contra o Real Madrid completa 16 anos nesta quinta-feira. Válida pelo Mundial de Clubes da FIFA de 2000, os diversos fatores que circularam o jogo, fizeram com que aquele dia entrasse para a história do futebol. O jogo aconteceu no estádio do Morumbi e terminou empatado em 2 a 2.

O Corinthians entrou naquele jogo com: Dida; Índio, Fabio Luciano, João Carlos e Kléber; Rincón, Vampeta, Ricardinho e Marcelinho Carioca - o Timão era comandado por Osvaldo de Oliveira; Edílson e Luizão. Enquanto o Real Madrid começava a partida com: Casillas; Michel Salgado, Hierro, Karembeu e Roberto Carlos; Redondo, Guti e Geremi; Raúl, Anelka e Sávio - Vicente Del Bosque era o técnico do time espanhol.

Antes do grande jogo, cartola madrileno Juan Onieva fez duras críticas ao Edílson, dizendo que o atacante não passava de um jogador "desconhecido". O corinthiano não perdeu tempo em retrucar o dirigente do Real Madrid, e prometeu colocar uma bola entre as pernas do francês Karembeu.

Esse seria um dos jogos mais emocionantes da primeira conquista mundial do Corinthians.

O jogo

Aos 19 minutos do primeiro tempo, o Real Madrid abre o placar. O autor do tento foi Nicolás Anelka, que aproveitou uma cobrança de falta do lateral Roberto Carlos e empurrou para as redes do goleiro Dida.

Ainda na primeira etapa, o time alvinegro teve um gol mal anulado pela arbitragem, em lance que o zagueiro João Carlos ganhou a disputa pelo alto com o goleiro Casillas. O Corinthians não demorou a empatar o jogo, aos 28 minutos, o "desconhecido" Edílson recebe grande passe de Luizão e faz a festa dos corinthianos - dando números finais ao primeiro tempo.

Na segunda metade do jogo, o "Capetinha" (Como era lembrado o atacante Edílson) fez jus ao apelido e cumpriu a promessa. O lance ocorreu aos 18 minutos, em um rápido contra-ataque, Edílson recebeu o passe nas costas de Roberto Carlos e ficou frente a frente com Karembeu, mostrando frieza, o atacante meteu nos meios na pernas do defensor e marcou um golaço no Morumbi.

No entanto, a vantagem do Timão não durou muito tempo, sete minutos mais tarde foi a vez de Anelka marcar pela segunda vez no jogo. O atacante francês recebeu grande passe nas costas da defesa corinthiana e driblou o goleiro.

Para fechar o jogo com chave de ouro, aos 36 minutos do segundo tempo, o atacante Sávio foi derrubado na área, e o juiz marcou pênalti para os espanhóis. Era Anelka contra Dida, quem se saiu melhor foi a muralha corinthians - pênalti cobrado a meia altura, o goleiro não exitou e garantiu o empate.

Veja Mais:

  • Em vídeo, Gabriel reitera desculpas por gesto obsceno: 'Não faz parte do meu caráter'

    Em vídeo, Gabriel reitera desculpas por gesto obsceno: 'Não faz parte do meu caráter'

    ver detalhes
  • Clayson comemora gol sobre o São Paulo, o primeiro dele pelo Timão

    Na raça! Clayson decide, Corinthians empata no Morumbi e mantém invencibilidade contra rival

    ver detalhes
  • Líder do Brasileirão, Corinthians empatou com o São Paulo por 1 a 1 neste domingo

    Com tropeço do Grêmio, Corinthians vê rivais se aproximarem na tabela; veja classificação

    ver detalhes
  • Clayson assegurou empate fora de casa ao Timão

    Cássio brilha, mas reserva é eleito o melhor do Corinthians no clássico; Jadson destoa

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes