Presidente revela proposta 'nunca vista' por Pato e confirma ele no time em 2016

Presidente revela proposta 'nunca vista' por Pato e confirma ele no time em 2016

Por Meu Timão

Pato está confirmado na equipe em 2016

Pato está confirmado na equipe em 2016

Foto: Daniel Augusto Jr.

Entre tantos jogadores que estão deixando o Corinthians por propostas absurdas da China, um falou não. E ganhou o respeito do presidente do clube, Roberto de Andrade.

O mandatário revelou que a proposta recebida por Alexandre Pato da China foi maior do que "se viessem comprar uma indústria" no Brasil.

"Isso crava mais uma vez o que eu tenho dizendo: jogador só sai quando quer. A proposta que ele teve para a China é um negócio nunca visto, números expressivos. Se viessem comprar uma indústria aqui não seria uma oferta tão grande. Ele não se vê num país como a China. Eu respeito quem não está aceitando. A definição do ficar e sair não está na mão do clube", declarou Roberto, em coletiva de imprensa.

Por conta da recusa, o atacante está confirmado no elenco do Corinthians para 2016. O presidente afirmou que ele vai conseguir se adaptar ao elenco alvinegro sem nenhum problema.

"Ele tem contrato conosco e vai trabalhar conosco", decretou o mandatário. "Ele vai se virar e se adaptar sem problema nenhum", completou.

Alexandre Pato se apresentou nesta quarta-feira e treinou normalmente com o grupo. O mesmo foi feito nesta quinta-feira.

Veja Mais:

  • Corinthians encerrou preparação contra a Ponte Preta

    Clima bom, susto de Pablo e escalação do Corinthians: o último treino antes da Ponte Preta

    ver detalhes
  • Casuals foi derrotado nos pênaltis neste sábado; próxima temporada só em agosto

    Nos pênaltis, Corinthian-Casuals perde final e adia sonho de subir de divisão

    ver detalhes
  • Carille contará com 23 jogadores em Campinas neste domingo

    Corinthians relaciona 23 jogadores para final em Campinas

    ver detalhes
  • Pablo não deve ser problema contra a Ponte Preta

    Pablo dá susto em último treino do Corinthians antes de decisão

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes