Corinthians se une a potências sul-americanas por maior premiação e fim de taxa na Libertadores

Corinthians se une a potências sul-americanas por maior premiação e fim de taxa na Libertadores

Por Meu Timão

Timão foi primeiro brasileiro a garantir vaga na Libertadores de 2016

Timão foi primeiro brasileiro a garantir vaga na Libertadores de 2016

Foto: Daniel Augusto Jr./Ag. Corinthians

Com participação do Corinthians, as principais forças do futebol sul-americano se juntam nos bastidores para lutar por melhores premiações na Copa Libertadores. Na noite da última segunda-feira, uma reunião em Montevidéu, reuniu dirigentes de Peñarol, Nacional e River Plate (Uruguai); Boca Juniors, River Plate, San Lorenzo e Racing (Argentina); Universidad de Chile, Colo Colo e Universidad Católica (Chile); Olimpia e Cerro Porteño (Paraguai); Sporting Cristal e Club Melgar (Peru); e LDU (Equador). Timão e Atlético-MG não enviaram representantes ao encontro, mas são considerados aliados pelos demais clubes.

Os representantes dos clubes se juntaram no hotel Radisson Montevideo, no centro da capital uruguaia. De acordo com informações da Fox Sports da Argentina,do jornal Clarín e da ESPN, os assuntos debatidos na reunião foram, entre outros, o aumento de até 300% das premiações da Libertadores, o fim da taxa de 10% da Conmebol sobre a renda bruta das bilheterias e a negociação dos direitos de transmissão dos jogos feita pelos clubes.

"O Brasil tem influência quantitativa e qualitativa nas decisões. Em uma das comissões (de negociação), estão os cabeças de chave da Libertadores e, consequentemente, os brasileiros (Corinthians e Galo). Todos os seus times têm poder de decisão. Eles apoiam a nossa iniciativa", afirmou Juan Pedro Damiani, presidente do Peñarol, à ESPN, sobre a criação da Liga Sul-Americana de Clubes.

Vale lembrar que, em diversas oportunidades, o ex-superintendente de futebol do Corinthians, Andrés Sanchez, reclamou publicamente da premiação paga pela Conmebol aos clubes. O então dirigente chegou a ameaçar tirar o Timão da competição caso a entidade não aumentasse as cifras. Os clubes que se reuniram nessa segunda em Montevidéu também consideram a possibilidade de abandonar a edição de 2016 caso não sejam ouvidos pela entidade sul-americana.

Veja Mais:

  • Com Sócrates, Corinthians derrotou São Paulo por 3 a 1 e faturou Paulistão de 1982

    Camisa do Timão utilizada na Democracia Corinthiana entra em top 50 de revista inglesa

    ver detalhes
  • Danilo treinou normalmente na manhã desta sexta-feira no CT

    Danilo está quase pronto para a terceira tentativa de retorno após a grave lesão

    ver detalhes
  • Fiel poderá comparecer novamente a um treino na Arena

    Na véspera do Majestoso, Corinthians promove treino aberto à torcida na Arena

    ver detalhes
  • Titulares que não jogaram na Argentina foram a campo nesta sexta

    Trio trabalha com bola e Corinthians deve ter força máxima no Majestoso

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes