Com ao menos 15 lesões no Atlético-MG, Guilherme pode ser primeiro desafio do Timão 'pós-Mazziotti'

Com ao menos 15 lesões no Atlético-MG, Guilherme pode ser primeiro desafio do Timão 'pós-Mazziotti'

Por Meu Timão

Guilherme participou do fatídico 4 a 1 do Atlético-MG para cima do Timão em 2014

Guilherme participou do fatídico 4 a 1 do Atlético-MG para cima do Timão em 2014

Foto: Bruno Cantini/CAM/Divulgação

Próximo de ser anunciado como reforço do Corinthians, o meia-atacante Guilherme, de 27 anos, promete ser o primeiro desafio dos fisioterapeutas e preparadores físicos do clube após a saída de Bruno Mazziotti. O jogador, que está de saída do turco Antalyaspor e vestiu a camisa do Atlético-MG de 2011 a 2015, somou ao menos quinze lesões durante sua passagem pelo time mineiro.

No Atlético-MG, Guilherme somou quatro lesões na coxa direita, três na coxa esquerda, uma do adutor da coxa direita, três no posterior da coxa direita, três na panturrilha esquerda e uma no tornozelo esquerdo. Somando os dias de tratamento das diferentes lesões, o atleta ficou mais de um ano parado durante sua passagem pelo clube mineiro.

Vale lembrar que Mazziotti, principal responsável por curar nomes como Renato Augusto e Alexandre Pato, que chegaram ao Corinthians com histórico de lesões crônicas e hoje encontram-se recuperados, se transferiu neste início de 2016 para o Shandong Luneng, da China. Lá, faz parte da comissão técnica de Mano Menezes. Assim, Guilherme e demais atletas do Timão estão nas mãos dos fisioterapeutas José Alberto Fregnani, Paulo Rogério Vieira e Caio Mello, além do preparador físico Fábio Mahseredjian.

Em entrevista concedida ao site Super Esportes, de Minas Gerais, em março do ano passado, Guilherme lamentou as sucessivas lesões que marcaram sua passagem pelo Atlético-MG. O jogador relatou o drama que sentia durante os tratamentos no departamento médico do Galo.

"O DM é o pior lugar que existe no futebol. Enquanto todos estão de folga, você está lá em se tratando em dois períodos. E ainda tem o pior tratamento que existe, que é o mental. Você está com a cabeça arrebentada, porque as pessoas estão jogando e você está ali, se tratando", disse o meia-atacante na ocasião.

"Mas, graças a Deus, eu não tenho nada crônico. Preciso me dosar, às vezes ficar fora de um treino, de um jogo, o que é normal. Outros atletas machucam tanto quanto eu, mas não são dão divulgados assim, dá menos ibope. As pessoas gostam quando sou eu. Mas, se Deus quiser, vão ter cada vez menos essa noticia", completou.

CARRASCO

Num dos momentos em que não encontrava-se lesionado, Guilherme ficou bastante conhecido pela torcida do Corinthians. No dia 15 de outubro de 2014, no Mineirão, foi o meia-atacante quem comandou a goleada do Atlético-MG por 4 a 1 sobre o Timão, nas quartas de final da Copa do Brasil. Tal jogo ficou marcado pela eliminação da time paulista no torneio.

Veja Mais:

  • Corinthians volta a jogar nesta segunda pela Liga Nacional

    Corinthians encara 'reforçado' Sorocaba na primeira final da Liga Nacional

    ver detalhes
  • Craque do futsal do Corinthians, Leandro Lino deve jogar pelo Sorocaba em 2017

    Quatro campeões do Corinthians recebem proposta do Sorocaba e devem 'virar casaca' em 2017

    ver detalhes
  • Pelada registrada no Amapá, onde Caio presenciou o tradicional 'futilama'

    Do Amapá à Antártida: torcedor do Corinthians, fotógrafo percorre o mundo em busca de peladas

    ver detalhes
  • Cerca de 200 integrantes de organizadas foram ao Pacaembu neste domingo

    Ato de organizadas tem gritos de 'Vamo Chape' e pedido por liberdade nos estádios

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes