Ex-Corinthians, Marquinhos recorda conquista da Copinha e revela gratidão

Ex-Corinthians, Marquinhos recorda conquista da Copinha e revela gratidão

Por Meu Timão

Revelado na base do Corinthians, Marquinhos é nome constante nas convocações de Dunga para a Seleção Brasileira

Revelado na base do Corinthians, Marquinhos é nome constante nas convocações de Dunga para a Seleção Brasileira

Foto: Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians

Jogar futebol por uma equipe profissional é o sonho de uma infinidade de jovens brasileiros. A cada ano, milhares de garotos disputam a Copa São Paulo de Futebol Júnior em busca de uma oportunidade na carreira. Foi assim que o zagueiro Marquinhos, revelado no terrão do Corinthians, chegou ao sucesso.

Hoje no Paris Saint-Germain, da França, o jogador recordou a conquista da maior competição de base do país. “Foi uma conquista importante. O nosso time era muito forte e precisou superar adversários tradicionais para ser campeão. Se hoje sou um jogador de Seleção Brasileira, muito se deve àquele campeonato”, relembrou.

Depois de se destacar nas divisões de base do Timão, Marquinhos foi promovido ao elenco profissional do Corinthians no fim de 2011. Na temporada seguinte, o defensor retornou à categoria sub-20 e venceu a Copa São Paulo. De volta ao time principal, herdou a camisa 10 do atacante Adriano e integrou o elenco campeão da Libertadores.

Em grande fase no Velho Continente, o beque deu a receita para os jovens que buscam, assim como ele, o sucesso dentro dos gramados. “É preciso ter muita dedicação. Para realizarmos os nossos sonhos, temos que vencer diversas barreiras e, por isso, nunca deixe de acreditar no seu potencial”, finalizou.

Apesar do futebol promissor, Marquinhos não teve muitas oportunidades com o técnico Tite e acabou emprestado à Roma, da Itália, por 1,5 milhão de euros. Em pouco tempo, o zagueiro se adaptou à equipe giallorossi e passou por uma ascensão meteórica, sendo contratado em definitivo por 3 milhões de euros.

Em julho de 2013, o jogador se transferiu ao Paris Saint-Germain por 35 milhões de euros – R$ 101,5 milhões na cotação da época, valor que fez do corinthiano o zagueiro mais caro da história aos 19 anos. Desde então, o nome do brasileiro tem aparecido constantemente nas convocações do técnico Dunga.

Nesta terça-feira, o Timão enfrenta o Guarani por uma vaga na quarta fase da Copinha. O duelo, marcado para 21h (de Brasília), no estádio Major José Levy Sobrinho, será o segundo desafio da equipe alvinegra em formato mata-mata – no último sábado, os garotos do Corinthians bateram o Paysandu-PA por 6 a 0.

Veja Mais:

  • Marquinhos Gabriel (colete) é opção para jogo de quarta-feira; Pedrinho deve iniciar no banco

    De 'chave virada', Corinthians inicia preparação para duelo decisivo com Patriotas

    ver detalhes
  • Titular absoluto sob comando de Carille, Fagner está na mira da Inter de Milão

    Lateral do Corinthians é incluído na lista de reforços de diretor da Inter de Milão

    ver detalhes
  • Jô demonstrou desgaste no fim do jogo contra o Fluminense

    Desgaste e chance de lesão podem fazer Corinthians não ter até seis titulares contra o Patriotas

    ver detalhes
  • Jogadores comemoram gol no Maracanã

    Time e torcida do Corinthians no Maracanã ganham elogios de torcedores cariocas nas redes sociais

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes