Corinthians sofre, mas bate o Guarani e se classifica na Copinha

Corinthians sofre, mas bate o Guarani e se classifica na Copinha

Por Meu Timão

Após um bom primeiro tempo, Timão acabou pressionado pelo Guarani e quase cedeu o empate; Próximo adversário será o Internacional

Após um bom primeiro tempo, Timão acabou pressionado pelo Guarani e quase cedeu o empate; Próximo adversário será o Internacional

Foto: Denny Cesare/Ag. Corinthians

Campo encharcado, discussões acentuadas entre jogadores e belos gols. A partida entre Corinthians e Guarani, na noite desta terça-feira, em Limeira-SP, reuniu todos os ingredientes de uma final de campeonato. Ao melhor estilo “corinthiano”, o Timão venceu a equipe de Campinas por 2 a 1 e garantiu o avanço para a quarta fase da Copa São Paulo de Futebol Júnior.

Para o embate, o técnico Osmar Loss optou pela escalação que goleou o Paysandu-PA por 6 a 0 no último sábado. Sem surpresas, o Timão foi a campo com: Filipe; Léo Príncipe, Vinícius del’Amore, Leonardo Rodrigues e Guilherme; Warian, Maycon e Matheus Pereira; Gabriel Vasconcelos, Léo Jabá e Gustavo Tocantins.

O Guarani, por sua vez, tinha o desafio de eliminar os atuais campeões do torneio. Embalada pela vitória sobre o Botafogo-PB por 1 a 0, a formação do Bugre era composta por: Passarelli; Bruno, Gabriel Alves, Consolaro e Salomão; Chiclete e Mineiro; Leozinho, João Vittor e Francisco; Gabriel Rodrigues.

PRIMEIRO TEMPO

O início de partida no Major Levy Sobrinho passou longe da tranquilidade. Por conta da forte chuva que caía em Limeira, o gramado acabou castigado e dificultou a troca de passes das duas equipes. Por isso, a ordem era buscar as jogadas pelas laterais do campo encharcado, ainda em melhores condições de jogo.

Surpreendentemente, o Guarani não adotou uma postura defensiva e se lançou ao ataque nos minutos iniciais. Aos três, em cobrança de escanteio, Consolaro completou de cabeça e o goleiro Filipe fez bela defesa. A pressão do time campineiro, porém, não durou mais do que um terço do primeiro tempo.

Em rápido contra-ataque, Léo Jabá dominou na frente e perdeu a dividida para Salomão. Mas o zagueiro furou e a bola sobrou limpa para Gabriel Vasconcelos, que demorou a finalizar e foi desarmado por Consolaro. Após o escanteio, o zagueiro Léo Santos subiu livre de marcação e cabeceou para abrir o placar no Limeirão.

Cinco minutos depois, uma pintura do volante Maycon, um dos destaques do Corinthians nesta edição da Copinha – depois de boa jogada de Léo Jabá pela direita, o meio-campista recebeu na meia-lua e bateu no ângulo da meta do Guarani, sem chances de defesa ao arqueiro Passarelli. Era o segundo do Timão no confronto.

O time da capital paulista pressionava a saída de bola e não dava espaços ao Bugre, que tinha dificuldades em criar lances de perigo. Aos 30, o volante Waryan arriscou de fora da área e a bola desviou no zagueiro Gabriel Alves, quase enganando o goleiro campinense. Apesar disso, o Guarani não se abateu e chegou a descontar antes do intervalo.

Lançado na ponta esquerda, João Vittor driblou Léo Príncipe e chutou por cima do arqueiro Filipe, diminuindo a vantagem alvinegra no marcador. Sem tempo para mais nada, o árbitro apitou o fim da etapa inicial. “A gente tem que trabalhar, o título da Copinha é muito importante para a gente da base. O professor Tite está observando”, disse Maycon.

SEGUNDO TEMPO

Antes de a bola rolar para os 45 minutos finais, o técnico Osmar Loss realizou sua primeira alteração: sacou Léo Príncipe para a entrada do volante Renan. A modificação daria maior poderio de marcação à equipe do Parque São Jorge, que sofria com os contra-ataques do Guarani.

Logo aos 15, o Timão teve a oportunidade de dar um passo importante para a classificação. Pouco aproveitado no duelo, o atacante Gabriel Vasconcelos deu ótimo passe para Gustavo Tocantins. De frente para o gol, o garoto puxou para o pé direito e bateu para fora, desperdiçando a chance de anotar o terceiro.

Aguerrido, o Bugre tentava recuperar a bola para pressionar o Corinthians em seu campo de defesa. Aos 26, Mineiro apareceu por trás da zaga alvinegra e finalizou com muito perigo à meta de Filipe. O lance protagonizado pelo volante poderia igualar o placar, mas o bandeirinha já havia sinalizado impedimento na jogada.

Pouco tempo depois, o comandante corinthiano promoveu mais uma mudança, optando pelo atacante Carlinhos no lugar do apagado Léo Jabá. A substituição não demorou a surtir efeito – em seu primeiro lance, o camisa 18 apareceu entre os zagueiros rivais e cabeceou na trave do Guarani.

Os momentos finais de partida eram disputados lance a lance. Com pouca técnica e raça de sobra, o time do interior de São Paulo buscava o empate no Limeirão e pressionava a equipe corinthiana que, por sua vez, se fechava atrás da intermediária. Ainda assim, o Timão assegurou a vitória e o avanço na competição.

O próximo adversário do Corinthians na Copinha será o Internacional, que derrotou o Rio Claro por 2 a 0. A data e o local do clássico ainda serão divulgados pela Federação Paulista de Futebol (FPF). Dono da melhor campanha, o Timão já está nas quartas de final do torneio – uma vaga da quarta fase será destinada ao time com melhor aproveitamento.

Veja Mais:

  • Índio deu a vitória ao Corinthians/UNIP

    Com gol no fim, Corinthians vira para cima do Sorocaba e se aproxima do título nacional

    ver detalhes
  • Oswaldo comandou atividades desta segunda-feira

    Oswaldo esboça Corinthians para duelo com Cruzeiro; veja provável escalação

    ver detalhes
  • Oya é um dos destaques do Timão na disputa no Sul do Brasil

    Timão joga bem, mas não impede segunda derrota na Copa Internacional Sub-20

    ver detalhes
  • Dispensado do Corinthians, Willians se pronuncia em rede social

    Dispensado do Corinthians, Willians se pronuncia em rede social

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes