Boa campanha na Copinha faz Corinthians lamentar restrição de jogadores no Paulista

4.7 mil visualizações 47 comentários

Por Meu Timão

Por conta de regra da FPF, elenco sub-20 não deve receber muitas oportunidades no Paulistão

Por conta de regra da FPF, elenco sub-20 não deve receber muitas oportunidades no Paulistão

Denny Cesare/Ag. Corinthians

Assim como no ano passado, o Corinthians terá dificuldades em utilizar os jovens que disputaram a Copa São Paulo de Futebol Júnior no Campeonato Paulista. Isso porque a Federação Paulista de Futebol (FPF), responsável pela organização do Estadual, permite a inscrição de apenas 28 atletas por equipe.

Principal elo entre as categorias de base e o time profissional, o ex-jogador Alessandro criticou a regra imposta pela entidade. Para ele, a medida prejudica o uso do Paulistão como “laboratório” aos garotos do Parque São Jorge, vice-campeões do principal torneio de base do futebol brasileiro.

“Nós sofremos ano passado com isso. O único atleta sub-20 que nós conseguimos inscrever foi o Rodrigo Sam, que jogou improvisado na lateral esquerda”, recordou o coordenador técnico de futebol do Corinthians. Por conta do limite de inscrições, a comissão técnica abriu mão dos atletas sub-20 para dar ritmo de jogo aos profissionais, prestes a disputar a Libertadores.

“O clube realmente sofreu muito com a pequena possibilidade de aproveitar esses atletas no momento mais oportuno, que é pós-Copa São Paulo, onde eles mais apareceram. Mas é uma realidade, a gente tem que se adaptar, são reuniões técnicas a serem feitas, para gente pontuar quem realmente vai ser inscrito no momento certo”, explicou Alessandro, que esteve no Pacaembu, na segunda-feira, para acompanhar a final da Copinha.

A mudança no regulamento visa pôr fim às demissões por baciada, comum em clubes considerados menores. Em contrapartida, o número máximo de jogadores permitidos não é visto com bons olhos pelos treinadores do trio de ferro paulista. O técnico Tite, aliás, foi um dos que se pediram a revogação da medida.

“Deixa inscrever mais gente no Paulista. Deixa eu botar o Arana para jogar, o Tocantins, deixa eu criar oportunidade para o Marciel... Deixa eu colocar a garotada. E não falo de arrogância, falo de grandeza. Fica de novo meu pedido. É inconcebível que a Libertadores possibilite mais inscrições que o Paulista”, criticou o comandante, em março do ano passado.

Segundo a FPF, as agremiações participantes do Paulistão devem inscrever 28 jogadores, sendo obrigatoriamente no máximo 25 atletas de linha e três goleiros. Para efeito de comparação, a Copa Libertadores da América permite o registro de 30 jogadores.

Veja Mais:

  • Dyego Coelho comandou treino tático neste domingo no CT Joaquim Grava

    Corinthians faz treino tático e segue preparação para enfrentar o Sport; veja possível escalação

    ver detalhes
  • Corinthians somou três pontos na rodada, contra o Bahia

    Rodada chega ao fim e Corinthians perde posições na segunda parte da tabela; veja classificação

    ver detalhes
  • Victor Cantillo não consegue engatar boa sequência pelo Corinthians

    Corinthians faz mais gols e vê aproveitamento melhorar sem Cantillo

    ver detalhes
  • Nathan ficará no futebol europeu por uma temporada. Depois, retorna para o Parque São Jorge.

    Corinthiano Nathan é anunciado como reforço do Racing Ferrol, clube da terceira divisão da Espanha

    ver detalhes
  • Torcida do Corinthians não assiste à uma partida em Itaquera desde fevereiro

    Maioria da torcida apoia decisão do Corinthians em não jogar o Brasileirão; veja enquete

    ver detalhes
  • Andrés Sanchez se diz satisfeito, mas assume mandado último mandato decepcionante no Corinthians

    Andrés Sanchez admite mandato decepcionante no Corinthians e fala em licença antes da eleição

    ver detalhes

Últimas notícias do Corinthians

Comente a notícia: