Formado na Corinthians, Edu Gaspar fala sobre projetos do Corinthians para aproveitar base

Formado na Corinthians, Edu Gaspar fala sobre projetos do Corinthians para aproveitar base

Por Meu Timão

7.8 mil visualizações 104 comentários Comunicar erro

Ex-jogador, Edu Gaspar (à direita) comanda o departamento de futebol do Corinthians

Ex-jogador, Edu Gaspar (à direita) comanda o departamento de futebol do Corinthians

Foto: Daniel Augusto Jr./Ag. Corinthians

A valorização de jovens talentos do Parque São Jorge é um dos assuntos que mais causam discussões entre os torcedores alvinegros. Em sua maioria, eles veem que o Corinthians, maior detentor de títulos da Copa São Paulo, não tem o cuidado necessário com a transição de suas promessas para a equipe profissional. Edu Gaspar, gerente de futebol do Timão, entende de outra forma.

“Tem a ação econômica e a ação desportiva. Nós acreditamos que, pra você ter uma boa negociação ou fazer o trabalho (de base), como nós entendemos, ser muito bom, primeiro o atleta da equipe de base vir aqui na equipe profissional, daqui do profissional virar um jogador importante, virar um jogador titular pra, aí sim, quem sabe futuramente, ser vendido”, explicou o dirigente em entrevista à TV Bandeirantes.

Formado nos juniores do Timão, o ex-meio-campista acredita que jovens como Maycon, Matheus Pereira e Gabriel Vasconcelos precisam se adaptar ao dia a dia do time principal e, posteriormente, recebem oportunidades entre os titulares. “São os degraus que os atletas precisam percorrer, não adianta você ter o sonho de jogar em um grande clube da Europa sem passar pela equipe titular do Corinthians”, acrescenta.

Na última quinta-feira, quatro vice-campeões da Copinha de 2016 foram promovidos ao elenco “adulto” e já iniciaram os treinamentos no CT Joaquim Grava – além do trio citado acima, o atacante Claudinho também subiu de divisão. Experiente, Gaspar comentou a expectativa da direção alvinegra a respeito dos garotos, que perderam o título do principal torneio de base do Brasil para o Flamengo.

“O título era um detalhe, achei que eles fizeram realmente uma grande competição, subimos os atletas que nós enxergamos junto com o Alessandro, que acompanhou com a comissão técnica, são os atletas melhores preparados pra esse momento. A oportunidade está aí, já estão treinando conosco, quem sabe num curto, médio prazo eles estejam jogando e nos ajudando”.

Entre outros assuntos, o cartola relembrou a transferência de Marquinhos para a Roma (ITA), em 2012 - apesar do futebol promissor, o zagueiro não teve oportunidades com o técnico Tite e acabou emprestado por 1,5 milhão de euros. Em pouco tempo, se adaptou à equipe giallorossi e passou por uma ascensão meteórica, sendo contratado em definitivo por 3 milhões de euros.

“O Marquinhos, veio uma proposta muito interessante pra época também. A gente fala do Marquinhos agora, mas podemos citar outros que acabaram indo e não deram tão certo como Marquinhos. A gente sempre enxergou no Marquinhos um grande jogador, mas com menos espaço na equipe profissional e o próprio atleta se colocou também à disposição para ir”, contou.

“Ele falou: 'Não posso perder essa oportunidade de ir pra Roma, pelo valor que estão me oferecendo, pelo valor que estão oferecendo ao clube. Nós, no caso o presidente na época, eu participei da reunião, decidimos em conjunto liberá-lo, porque era vontade do atleta e nós vimos ainda com menos possibilidade de jogo a curto prazo”.

Em julho de 2013, o jogador se transferiu ao Paris Saint-Germain (FRA) por 35 milhões de euros (R$ 101,5 milhões na cotação da época), valor que fez do corinthiano o zagueiro mais caro da história aos 19 anos. Desde então, o nome do brasileiro tem aparecido constantemente nas convocações do técnico Dunga.

Veja Mais:

  • Marllon já posou para foto com a camisa do Corinthians

    Corinthians anuncia contratação de Marllon, que assina contrato de quatro temporadas

    ver detalhes
  • Só a vitória interessa ao Corinthians na noite desta segunda-feira

    Confira como assistir ao duelo entre Corinthians e Red Bull Brasil pela televisão

    ver detalhes
  • Clayson é arma do Corinthians para surpreender no Moisés Lucarelli

    Com novo esquema e Jadson no banco, Corinthians visita Red Bull por redenção antes de Dérbi

    ver detalhes
  • Tome nota de tudo o que vai rolar na semana corinthiana

    De League of Legends a Dérbi: confira a agenda do Corinthians para a semana

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes