Alessandro explica por que Corinthians não aumentou valor de multas rescisórias

Segundo a avaliação de parte da torcida alvinegra, o montante arrecadado pelo Timão com negociações está aquém do ideal. Atual coordenador de futebol do clube, Alessandro falou sobre o assunto.
Ex-jogador, Alessandro (à direita) trabalha como coordenador técnico do Timão desde 2014

Ex-jogador, Alessandro (à direita) trabalha como coordenador técnico do Timão desde 2014

Foto: Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians

Até o momento, seis jogadores titulares do Corinthians hexacampeão brasileiro acertaram sua saída para equipes do exterior. No entanto, segundo a avaliação de parte da torcida alvinegra, o montante arrecadado pelo Timão com as negociações está aquém do ideal. Atual coordenador de futebol do clube, Alessandro falou sobre o assunto.

“A multa nem sempre vai ser o valor da venda. Essa muita só é lembrada quando ela é baixa, o clube (que está comprando o atleta) vai lá, paga é só comunica o clube. Quando ela é alta você vai ter que negociar. São casos e casos”, explicou o ex-lateral-direito durante participação no programa Bem, Amigos!, do canal SporTV.

No caso de Jadson, o Corinthians não teve de pagar nenhuma quantia para tirá-lo do São Paulo, no início de 2014. Em contrapartida, a cúpula alvinegra cedeu o pedido do armador para que sua multa rescisória fosse baixa, facilitando uma eventual transferência no futuro.

“O Jadson, que foi o primeiro exemplo, foi vendido já no final do ano. Ele tinha uma multa de gatilho, a cada ano que passava ela ia diminuindo. Nós não tínhamos como alterar essa multa a não ser fazendo um novo contrato”, acrescentou o dirigente.

Camisa 10 da equipe comandada por Tite, Jadson foi comprado por 5 milhões de euros pelo Tianjin Quanjian (CHN). O Corinthians, por sua vez, embolsou apenas 30% das cifras (aproximadamente R$ 6,5 milhões). Além do apoiador, outros quatro atletas foram negociados da mesma forma – o clube interessado pagando o valor integral da multa rescisória.

Confira abaixo um trecho da Lei Pelé que trata do assunto

“O valor da cláusula indenizatória desportiva a que se refere o inciso I do caput deste artigo será livremente pactuado pelas partes e expressamente quantificado no instrumento contratual:
I - até o limite máximo de 2.000 (duas mil) vezes o valor médio do salário contratual, para as transferências nacionais; e
II - sem qualquer limitação, para as transferências internacionais”

Veja quanto o Corinthians lucrou com negociações

Gil - Shandong Luneng (CHN): R$ 39 milhões
Renato Augusto - Beijing Guoan (CHN): R$ 17,5 milhões
Vagner Love - Monaco (FRA): R$ 5 milhões
Ralf - Beijing Guoan (CHN): R$ 4,5 milhões
Jadson - Tianjin Quanjian (CHN): R$ 6,5 milhões
Malcom - Bordeaux (FRA): R$ 12 milhões
Edu Dracena - Palmeiras: Rescisão contratual

Valor total: R$ 84,5 milhões

Alessandro explica por que Corinthians não aumentou valor de multas rescisórias Alessandro explica por que Corinthians não aumentou valor de multas rescisórias 279

Veja Mais:

  • Roberto de Andrade confirmou a saída do trio corinthiano

    Roberto de Andrade confirma saída de três jogadores do elenco do Timão

    ver detalhes
  • Atacante Gustavo realizou exames médicos no Timão nesta terça-feira

    Corinthians acerta com atacante Gustavo; volante do Paraná fica próximo

    ver detalhes
  • Clube que lançou Gustavo abre mão de dinheiro para ver atacante no Timão

    [Marco Bello] Clube que lançou Gustavo abre mão de dinheiro para ver atacante no Timão

    ver detalhes
  • Cristóvão observou trabalho de jogadores reservas e garotos da base nesta terça-feira

    Com meia de volta, Cristóvão comanda treino sem André e Luciano; 'Gustagol' é aguardado

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes