Conmebol acaba com taxa de 10% e aumenta prêmio da Libertadores

Conmebol acaba com taxa de 10% e aumenta prêmio da Libertadores

Por Lucas Mariano

Arena lotada na Libertadores renderá maior receita ao Corinthians em 2016

Arena lotada na Libertadores renderá maior receita ao Corinthians em 2016

Foto: Meu Timão

A Conmebol anunciou recentemente mudanças nos repasses que são feitos aos participantes da Copa Libertadores. Cedendo à pressão dos clubes, a confederação não cobrará mais a taxa de 10% da receita bruta da bilheteria de todos os jogos e dobrará o valor que cada equipe recebe por jogar em casa.

Até 2015, a entidade responsável pela realização do torneio continental cobrava 10% da renda bruta da bilheteria de cada clube, taxa que era considerada abusiva e um dos principais alvos de mudanças dos dirigentes. O Corinthians, por exemplo, deixou de ganhar aproximadamente R$ 1,3 milhão por ter que repassar a taxa de quatro jogos disputados em casa na edição de 2015, na qual foi eliminado nas oitavas de final.

Além da eliminação do repasse, o valor pago para partidas em casa durante a fase de grupos, que antes de era 300 mil dólares, será de 600 mil dólares, o que corresponde a aproximadamente R$ 2,4 milhões na cotação atual.

De acordo com comunicado publicado no site da Conmebol, a melhora para os clubes corresponde a uma distribuição total de mais de 70% da receita dos contratos de transmissões, publicidade e patrocínio. Além disso, a entidade ainda afirmou que as medidas respondem à solicitação feita pelos participantes no fim de janeiro.

O pedido que a confederação se refere foi feito pela liga formada pelos principais times sul-americanos, que se encontraram em janeiro para propor mudanças. O Corinthians não participou da reunião, assim como o Atlético-MG, mas é considerado um grande aliado dos demais clubes. Além dos brasileiros, formam a liga dirigentes do Peñarol, Nacional e River Plate (Uruguai); Boca Juniors, River Plate, San Lorenzo e Racing (Argentina); Universidad de Chile, Colo Colo e Universidad Católica (Chile); Olimpia e Cerro Porteño (Paraguai); Sporting Cristal e Club Melgar (Peru); e LDU (Equador).

Antes das mudanças serem anunciadas, o Corinthians criticava abertamente os valores pagos pela Libertadores. Inclusive, o ex-superintendente de futebol, Andrés Sanchez, chegou a fazer declarações ameaçando tirar o clube do torneio.

Confira o que o Corinthians deixou de ganhar com a taxa de 10% cobrada pela Conmebol em 2015:

Corinthians 2 x 0 São Paulo – Renda de R$ 3.528.236,00
Taxa de 10% repassada à Conmebol: R$ 352.823,6

Corinthians 4 x 0 Danubio (URU) – Renda de R$ 3.329.516.50
Taxa de 10% repassada à Conmebol: R$ 332.951,65

Corinthians 0 x 0 San Lorenzo (ARG) – Renda de R$ 3.283.955,00
Taxa de 10% repassada à Conmebol: R$ 328.395,5

Corinthians 0 x 1 Guaraní (PAR) - Renda de R$ 3.327.731,50
Taxa de 10% repassada à Conmebol: R$ 332,773,15

Total repassado em quatro jogos: R$ 1.346.943,90

Veja Mais:

  • Oswaldo defendeu utilização da cor verde em homenagem à Chapecoense

    Oswaldo comenta tragédia da Chapecoense e é mais um a defender cor verde no Corinthians

    ver detalhes
  • Torcida do Corinthians se despediu da Arena no empate por 0 a 0 com o Atlético-PR

    Maior do país, público do Corinthians é duas vezes a média do Brasileirão 2016

    ver detalhes
  • Sala de cabines de TV da Arena passa a ser chamada Lilácio Pereira Jr.

    Corinthians batiza sala de transmissões da Arena em tributo a vítima de acidente

    ver detalhes
  • Golaço de Marlone sobre Cobresal rendeu a ele indicação ao Puskás

    Marlone supera Messi e Neymar e vai à final do Prêmio Puskás da Fifa

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes