Balbuena recorda infância com Timão e revela inspiração em conterrâneo

Balbuena recorda infância com Timão e revela inspiração em conterrâneo

Por Meu Timão

63 mil visualizações 215 comentários Comunicar erro

Balbuena é o 10º reforço do Corinthians para a temporada de 2016

Balbuena é o 10º reforço do Corinthians para a temporada de 2016

Foto: Reprodução/Libertad

Prestes a assinar contrato com o Corinthians, o zagueiro Fabián Balbuena tem motivos de sobra para comemorar sua chegada ao Parque São Jorge. O paraguaio nasceu em Ciudad del Este, distrito situado à divisa com o Brasil, e assistiu às partidas do Timão durante a infância. Hoje aos 24 anos, quer fazer história com o manto alvinegro.

“Eu nasci na fronteira com o Brasil. Então sempre assisti aos canais de televisão brasileiros, desenhos animados e partidas de futebol. Desde pequeno via os times com Vampeta, Marcelinho Carioca... O Corinthians tem um nome muito grande, conhecido mundialmente. Estou muito orgulhoso de receber essa chance, é algo gratificante”, afirmou Balbuena ao portal GloboEsporte.com.

O zagueiro do Libertad (PAR), comprado por US$ 1,65 milhão (cerca de R$ 6,4 milhões) deve chegar à capital paulista neste fim de semana para realizar exames clínicos e assinar contrato de três temporadas com o Corinthians. Na última sexta-feira, o diretor adjunto de futebol Edu Ferreira confirmou que a negociação pelo jogador paraguaio estava praticamente selada.

A relação de Balbuena com o Timão não se restringe somente aos jogos pela TV. O beque é conterrâneo de Gamarra, ídolo da Fiel e um dos melhores zagueiros de todos os tempos. Dono de uma técnica ímpar, o defensor disputou 80 partidas pelo clube alvinegro, marcou sete gols e liderou o Corinthians ao bicampeonato brasileiro (1998 e 1999), além de erguer o troféu do Paulistão (1999) sobre o Palmeiras.

“Gamarra é um ídolo aqui no Paraguai. Vi nas redes sociais a torcida dizendo que eu sou o 'novo Gamarra'. Eu gostaria de fazer 50% do que ele fez. Já seria ótimo. Eu prometo muito trabalho e dedicação. Defender a camisa do Corinthians até a morte”, avisou o beque, que agradeceu o carinho dos torcedores nas redes sociais.

“Lembro dos estádios lotados. Pareciam formigas, um caldeirão, uma loucura. É um clube que tem torcida no mundo inteiro. Espero ter a torcida do meu lado. Quero muito retribuir o carinho que ela está tendo comigo nas redes sociais”, finalizou.

Veja Mais:

  • Torcida do Corinthians fez bela festa no Mineirão na primeira final da Copa do Brasil

    TV Globo transmite jogo entre Corinthians e Cruzeiro para três estados e DF; ex-Timão comentam

    ver detalhes
  • Pedrinho deve jogar aberto nesta noite; meia tem quatro gols em 52 jogos em 2018

    Com novidades na escalação, pressionado Corinthians revê Cruzeiro no Mineirão; saiba tudo

    ver detalhes
  • Torcida do Corinthians promete comparecer em grande número na Fazendinha

    Corinthians anuncia ingressos esgotados para final sub-20 contra Palmeiras na Fazendinha

    ver detalhes
  • Livre de incômodo, Douglas deve ser novidade no time titular do Corinthians

    Com retorno de volante, Corinthians relaciona 22 para viagem a Belo Horizonte

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes