Jornal afirma que Corinthians pagou filho de Lula por serviços não prestados; advogado desmente informação

Jornal afirma que Corinthians pagou filho de Lula por serviços não prestados; advogado desmente informação

Por Meu Timão

Lulinha, quando trabalhou como preparador físico no Corinthians

Lulinha, quando trabalhou como preparador físico no Corinthians

Foto: Daniel Augusto Jr. / Agência Corinthians

O jornal Folha de São Paulo publicou no último sábado uma denúncia que afirma que Luís Cláudio Lula da Silva - ou Lulinha - filho do ex-presidente Lula teria trabalhado no Corinthians de forma irregular durante 2011 a 2013.

Segundo a matéria, a empresa de Luís Cláudio - a LTF Marketing Esportivo - teve contrato com o Corinthians no período, em que teria recebido cerca de R$ 500 mil no total por serviços que nunca foram prestados.

A publicação insinua, a partir das datas, que o contrato foi uma espécie de lobby para a construção da Arena Corinthians, já que a LTF teve vínculo durante o período. Fontes anônimas do departamento de marketing teriam confirmado a inexistência de serviços prestados.

O MEU TIMÃO entrou em contato com o próprio clube, e descobriu que nenhuma das fontes trabalha atualmente no Parque São Jorge, e que ninguém da atual gestão foi procurada. Já a empresa LTF, por meio dos seus advogados, emitiu nota oficial após a publicação, onde desmente as acusações.

A nota dos representantes de Lulinha desqualifica os depoimentos anônimos no que chama de "mídia de fofocas" e evidencia a participação societária da LTF no torneio Touchdown, do qual o Corinthians Steamrollers participa. A matéria da Folha, no entanto, traz a declaração de Ricardo Trigo, diretor e jogador do Steamrollers: "O filho do Lula nunca fez parte da montagem do time nem nunca se envolveu com isso. Todos os patrocinadores fui eu quem consegui", afirmou.

Além dele, outro a fazer declaração foi o ex-vice presidente do Corinthians e diretor de marketing no período, Luís Paulo Rosenberg. À publicação, ele afirmou não se lembrar de nenhum serviço prestado por Lulinha ao clube. Por fim, a nota credita a presença de Luis Paulo à Andrés Sanchez, presidente à época e personagem ainda participativo da política e decisões no clube.

Os personagens envolvidos na história foram procurados pelo MEU TIMÃO: Luis Paulo Rosenberg reiterou a afirmação e Andrés Sanchez não respondeu a reportagem. Já Lulinha, através de seus advogados respondeu com nota negando as acusações. Continuaremos buscando explicações e esclarecimentos para o caso.

Veja Mais:

  • Centroavante Jô, 'Rei dos Clássicos', voltou a deixar o dele neste domingo

    Corinthians despacha São Paulo e vai à final do Paulistão contra Ponte Preta

    ver detalhes
  • Jô foi eleito o melhor em campo no clássico deste domingo

    Jô, Pablo e Jadson brigam pela melhor avaliação nas notas da torcida

    ver detalhes
  • Sem ser relacionado há seis partidas no Timão, Guilherme tem acerto encaminhado com o Atlético-PR

    Presidente confirma: Corinthians encaminha empréstimo do meia Guilherme

    ver detalhes
  • Carille tem oito titulares pendurados para primeira final contra a Ponte

    Oito dos dez titulares de linha do Corinthians entram pendurados na decisão do Paulista

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes