Guilherme reitera escolha pelo Timão e revela: 'Abri mão de salário'

Guilherme reitera escolha pelo Timão e revela: 'Abri mão de salário'

Por Meu Timão

Em entrevista, Guilherme afirmou que só aceitaria deixar a Turquia pelo Corinthians

Em entrevista, Guilherme afirmou que só aceitaria deixar a Turquia pelo Corinthians

Foto: Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians

Novo camisa 10 do Corinthians, o meia-atacante Guilherme explicou os motivos que o fizeram voltar ao futebol brasileiro em 2016. Durante participação no programa Bem, Amigos!, do canal SporTV, o armador rendeu elogios à estrutura do Timão, afirmou que não aceitaria deixar o Antalyaspor (TUR) por outras equipes nacionais e deixou claro que o convívio com lesões ficou no passado.

“Eu nem pensei nessa questão física, de laboratório. O que me fez voltar foi realmente o Corinthians, o time, não a questão física. Se fosse outro clube eu não voltaria, de fato. Se tivesse outra situação, eu não voltaria pra nenhum time do Brasil”, disse. “Eu sou do Maranhão, a gente sabe que são times muito fortes lá. Claro que, depois que passa dessa etapa, a gente pensa na parte física. Mas tem um ano que eu não tenho problemas físicos”, acrescentou.

Formado no Cruzeiro, Guilherme acumula passagens por Dínamo de Kiev (UCR), CSKA Moscou (RUS) e Atlético-MG. Apesar das boas atuações, o meia passou a conviver com repetidas contusões. Em agosto de 2015, ele acabou negociado com o Antalyaspor, onde atuou tanto no meio de campo quanto no ataque. Sobre a “relação com o departamento médico”, foi direto.

“Minha situação não é crônica, não é algo que me preocupe, que vou descer a escada e me machucar. Muitas vezes foi o excesso, a gente faz um coletivo, é bem corrido... Quando acaba, o jogador quer fazer um chute a gol, bater falta. É nesse excesso. A gente, como atleta, tem aquele receio: ‘Como eu vou falar que estou assim pra não ir pro jogo?’. Muitas vezes eu enfiei o pé na lama mesmo (risos)”, contou.

Aos 27 anos, o jogador pretendia permanecer na Turquia até o fim da carreira como atleta, mas optou por aceitar a proposta do Corinthians. Sincero, Guilherme admitiu que abriu mão do alto salário em busca de “sonhos maiores”. “Abri mão, ficou salário pra trás. O contrato mensalmente era maior do que aqui, mas tenho sonhos. Seleção, ser campeão pelo Corinthians, enfim”, finalizou.

Veja Mais:

  • Kazim não deve permanecer no Corinthians em 2018

    Corinthians quer definir destino de Kazim nos próximos dias; chegada de Dutra deve atrapalhar turco

    ver detalhes
  • Fellipe Bastos pode ser emprestado para outro clube em 2018

    Com chegada de reforço, Corinthians estuda empréstimo de Fellipe Bastos

    ver detalhes
  • Minds Idiomas segue na manga da camisa corinthiana em 2018

    Com até bolsa de estudos a jogadores, Corinthians renova com patrocinador para manga da camisa

    ver detalhes
  • Renê Júnior, Zé Rafael e Juninho Capixaba: Corinthians de olho em trio do Bahia

    Novo presidente do Bahia é eleito, e Corinthians deve definir ao menos três negociações

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes