Hoje absoluto, Felipe lembra de momentos difíceis no Corinthians e volta por cima

Hoje absoluto, Felipe lembra de momentos difíceis no Corinthians e volta por cima

Por Meu Timão

Felipe é a referência da defesa alvinegra em 2016

Felipe é a referência da defesa alvinegra em 2016

Foto: Daniel Augusto Jr./Ag. Corinthians

Titular absoluto da zaga corinthiana, Felipe viu sua responsabilidade aumentar após a saída de Gil do Timão. Hoje em dia, o jogador tem a confiança da comissão técnica e da torcida, mas não foi sempre assim. Contratado no início de 2012, o zagueiro Felipe lembrou de maus momentos que passou vestindo a camisa do Timão.

O defensor, que veio do Bragantino, iniciou tarde no futebol e não passou pela formação de base, comum para a maioria dos atletas. Por isso, Felipe precisou ser preparado no Corinthians e precisou de tempo para superar as falhas individuais e a desconfiança do torcedor.

"No momento ali eu fiquei chateado, porque eu também sou ser humano e a gente sabe que poderia não errar. É ruim jogar com o time adversário aqui atrás e não sai. Na minha época eu conversei com o meu pai, com minha mãe, conversei muito de tudo, perguntei o que eu poderia fazer, o que que eu não deveria ter feito. Na hora ali você pensa 'por que que eu fiz isso', pensa em largar o jogo, mas você sabe que é o pior", disse o camisa 28 ao programa Boa Noite Fox.

O atleta também lembra de quando os problemas pessoais atrapalharam seu desempenho dentro das quatro linhas.

"O torcedor tem uma visão diferente do jogador, não sabe o que o cara ta passando com a família, não sabe se o cara tá com algumas preocupações diferentes, não sabe se aconteceu alguma coisa. Como aconteceu comigo ali na época, no jogo do Oeste, quando minha sogra tinha sofrido um acidente e eu não conseguia falar com eles, e eu tava com a cabeça em outro lugar e na hora eu tomei a decisão errada", relatou.

Indo para seu quarto ano com o time alvinegro, o zagueiro se estabilizou na condição de titular, e suas responsabilidades dentro de campo devem aumentar - principalmente após a saída de Gil para o futebol chinês. Felipe lembra como fez para readquirir sua confiança e dar a volta por cima nos gramados.

"Eu tive uma continuidade depois, mas ai eu parei e pensei me apeguei mais a Deus. Tentei me desligar das redes sociais. Então se começa a treinar para si mesmo, e foi o que eu fiz, tinha que mostrar dentro de campo", completou o defensor.

Veja Mais:

  • Timão conquistou Paulistão sobre a Ponte Preta; times voltam a se enfrentar logo na abertura de 2018

    Corinthians e Ponte Preta reeditam final na abertura do Paulistão 2018; veja a tabela

    ver detalhes
  • Os 10 momentos mais marcantes do Hepta

    VÍDEO: Os 10 momentos mais marcantes do Hepta

    ver detalhes
  • Alessandro Nunes e Roberto de Andrade são responsáveis por formar elenco de 2018

    Presidente do Corinthians estabelece número ideal de contratações para 2018 e promete time forte

    ver detalhes
  • Timão encara o arquirrival Palmeiras na ida da final da Copa do Brasil

    Com entrada gratuita, Arena Corinthians recebe decisão do Sub-17

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes