Protesto, estreias, expulsão e polêmicas marcam vitória do Corinthians na Arena

O Corinthians entrou em campo contra o Capivariano na noite desta quinta-feira e conseguiu a sua terceira vitória no Campeonato Paulista.
Marlone sofreu pênalti não marcado e perdeu gol feito, mas saiu elogiado pela entrega em campo

Marlone sofreu pênalti não marcado e perdeu gol feito, mas saiu elogiado pela entrega em campo

Foto: Daniel Augusto Jr. / Agência Corinthians

Na noite desta quinta-feira, o Corinthians venceu o Capivariano, na Arena em Itaquera. O jogo, que terminou 2 a 1 para o Timão, foi válido pela terceira rodada do Campeonato Paulista. A partida ficou marcada pelo registro do menor público da história da Arena. Além disso, teve protestos da torcida, arbitragem polêmica e estreia de jogadores.

Devido à agenda pesada do Timão, Tite - único treinador com 100% de aproveitamento no Paulista - optou por entrar em campo com um time misto. A equipe que iniciou o jogo, no esquema 4-1-4-1, foi: Cássio; Edílson, Felipe, Vilson e Uendel; Willians; Romero, Maycon, Guilherme, Marlone e Danilo.

Primeiro tempo

O Corinthians começou o jogo abrindo vantagem. Logo aos dois minutos, o paraguaio Romero abriu o placar. Mesmo com o 1 a 0, o time continuou pressionando, apesar de mostrar alguns problemas de entrosamento. Aos oito minutos, o Timão teve outra grande chance com Marlone, que errou a finalização e desperdiçou o lance.

Aos 16, novamente em jogada de Marlone, o meia sofreu pênalti que não foi marcado pelo árbitro Marcelo Aparecido de Souza. O Capivariano, com pouco a perder, se lançou ao ataque para tentar empatar a partida. O lance veio aos 29 minutos, após infelicidade de Vilson, que cabeceou contra o gol de Tite.

A primeira etapa terminou sem alteração no placar, mas a movimentação veio durante o intervalo. Torcedores corinthianos manifestaram seu descontentamento com a Rede Globo e levaram faixas ao estádio. Os manifestantes foram reprimidos com violência pela PM, que foi vaiada pelos demais presentes.

Segundo tempo

A segunda parte do jogo começou novamente com o Corinthians balançando as redes. Novamente aos dois minutos, o meia Guilherme marcou pela primeira vez com a camisa do Timão. Em jogada de escanteio, Marlone colocou na área, mas a zaga do Capivariano afastou. Oportunista, Guilherme pegou a sobra de primeiro e contou com o desvio.

O Corinthians continuou criando, mas sofreu com a arbitragem. Se aos oito minutos do primeiro tempo o Timão teve um pênalti não marcado, aos nove do segundo Edilson foi expulso por suposto xingamento à arbitragem.

Com um a menos, Tite foi obrigado a fazer alterações em campo: a primeira, a saída do meia Guilherme para a entrada de Fagner, para recompor a lateral. Na sequência, aos 14 minutos, tirou Romero para a estreia de Giovanni Augusto. Aos 29 minutos, a última mudança foi a saída de Marlone para a entrada de Lucca entre os titulares.

Após as mudanças, duas jogadas quase mudaram a história da partida: um gol impedido do Capivariano e uma bonita jogada individual de Giovanni Augusto, que finalizou mal e adiou seu gol de estreia no Timão.

Com o resultado, o Corinthians segue absoluto no Campeonato Paulista. O próximo jogo, no domingo, dia 14, será o clássico contra o São Paulo e antecede a estreia na Libertadores, contra o Cobresal, três dias depois.

Protesto, estreias, expulsão e polêmicas marcam vitória do Corinthians na Arena Protesto, estreias, expulsão e polêmicas marcam vitória do Corinthians na Arena 325

Quem Atuou

Títulares

Reservas

Técnico

Árbitro

Comente a partida entre Corinthians e Capivariano

  • 1000 caracteres restantes