Cássio vê vitória ‘na vontade’ e elege defesa mais difícil do clássico

Cássio vê vitória ‘na vontade’ e elege defesa mais difícil do clássico

Por Meu Timão

Com, ao menos, três grandes defesas, Cássio foi um dos destaques na vitória por 2 a 0 sobre o São Paulo

Com, ao menos, três grandes defesas, Cássio foi um dos destaques na vitória por 2 a 0 sobre o São Paulo

Foto: Daniel Augusto Jr./Ag. Corinthians

Um dos heróis da vitória sobre o São Paulo, neste domingo, na Arena Corinthians, foi o goleiro Cássio. Nas poucas chances em que foi acionado, o camisa 12 do Timão mostrou segurança e evitou que a defesa alvinegra saísse vazada dentro de campo. Após o apito final, o arqueiro comemorou o triunfo por 2 a 0 e elogiou a atuação da equipe.

“Ajuda, né? Todo mundo contribui, nos falávamos isso, o São Paulo vinha forte. Mas se colocássemos o espírito de jogo, de vontade, ficaríamos muito perto da vitória”, afirmou Cássio, que elegeu sua maior defensa ao longo do Majestoso.

“Acho que a mais difícil foi a que o Bruno chutou em cima do cara. Eu não esperava, tive que reagir e dar um tapinha (risos)”, acrescentou. O Corinthians iniciou o clássico pressionando o São Paulo pelas laterais. Após falha individual do zagueiro Lucão, o atacante Lucca pegou a sobra na área e abriu o placar no primeiro tempo.

Na reta final do período complementar, Giovanni Augusto cobrou escanteio e Yago, titular do time neste início de temporada, não perdoou: Corinthians 2 x 0 São Paulo. Ainda à beira do gramado, Cássio elogiou a postura dos companheiros. “O São Paulo é uma equipe muito difícil de se jogar, tem um treinador de qualidade. Difícil, mas como eu falei, vai superando, vai dando o máximo, conseguimos fazer isso e sair vitoriosos”.

Cássio, aliás, chegou a ser cotado fora do Parque São Jorge. O camisa 12 acertou a base salarial com o Besiktas, da Turquia, mas viu o negócio não caminhar por conta da parte financeira. Em boa fase no Timão, o arqueiro agradeceu à comissão técnica pela confiança e pelo trabalho na pré-temporada.

“Acho que isso cabe muito ao Tite, ele me cobra muito sobre isso, o Mauri (Lima, preparador de goleiros). O Mauri cobra muito treinamento, eu cheguei um pouco acima do peso. Treinei em dois períodos pra conseguir voltar e agora é manter”, finalizou.

Veja Mais:

  • Filha dá resposta sensacional ao pai palmeirense: 'Vai, Corinthians'

    Pai força garotinha a cantar música do Palmeiras, e ela surpreende com um 'Vai, Corinthians!'

    ver detalhes
  • Gaviões da Fiel se unirá as outras torcidas organizadas paulitas neste domingo

    Organizadas rivais de São Paulo se unem em evento no Pacaembu em homenagem à Chape

    ver detalhes
  • Arana pode se transferir para a Inter de Milão nos próximos dias

    Com oferta na mão, Corinthians espera retorno de presidente para definir venda de Arana

    ver detalhes
  • Corinthians optou por não utilizar redes sociais em respeito ao momento

    Corinthians suspende redes sociais em dia de velório coletivo da Chapecoense

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes