Goleiro do São Paulo usa Arena lotada como desculpa por falha

Goleiro do São Paulo usa Arena lotada como desculpa por falha

Pressão da torcida influenciou no primeiro gol do Timão neste domingo

Pressão da torcida influenciou no primeiro gol do Timão neste domingo

Foto: Meu Timão

O primeiro gol do Corinthians, marcado por Lucca, na tarde deste domingo, saiu após uma falha do zagueiro Lucão. O goleiro do São Paulo, Denis, tentou justificar a confusão dentro da área usando o barulho da Arena como desculpa.

"Não estou aqui para apontar erro de ninguém. Eu gritei, porque vi que o jogador do Corinthians virou de costas e que não teria perigo nenhum ali, acho que ele não ouviu, mas é difícil a comunicação com estádio lotado e ele tocou dentro da área. Não tem que colocar culpa em ninguém, temos que trabalhar para não errar mais", afirmou o goleiro, acostumado a jogos no estádio do Morumbi.

Na tarde deste domingo, pouco menos de 37 mil torcedores acompanharam a partida da Arena Corinthians. O barulho que atrapalhou a comunicação entre Denis e Lucão é marca registrada da Fiel torcida, que sempre transforma o estádio alvinegro em um caldeirão.

O zagueiro, por sua vez, só pediu desculpas pela falha. "Fui recuar a bola para o Denis e quando eu vi ele estava muito em cima de mim. Peço desculpas para o torcedor por algumas falhas cometidas", finalizou Lucão.

Veja Mais:

  • Monster Jam agitou Itaquera nesse sábado

    Primeiro Monster Jam no Brasil leva mais de 30 mil pessoas à Arena Corinthians

    ver detalhes
  • Crislan pertence ao Braga, mas jogou no Vegalta Sendai por empréstimo

    Em alta no Japão, atacante despista sobre sondagem do Corinthians

    ver detalhes
  • Carille acredita em crescimento de Marquinhos Gabriel na próxima temporada

    Após sondagens, Corinthians e Marquinhos Gabriel negam possibilidade de empréstimo para 2018

    ver detalhes
  • Em meio à Fiel, Carille ergue a taça do hepta

    Como ganhar na loteria! 'Campeão de tudo' em 2018 levará R$ 144 milhões

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes