Após quatro vitórias, Tite se preocupa com queda de ritmo na segunda etapa

Ainda invicto em jogos oficiais na temporada, Tite crê que o Timão precisa aprimorar suas atuações nos últimos 45 minutos de partida. Em entrevista coletiva, o comandante falou sobre o assunto.
Em coletiva após o clássico, Tite elogiou a postura de seus atletas e viu Timão superior no primeiro tempo

Em coletiva após o clássico, Tite elogiou a postura de seus atletas e viu Timão superior no primeiro tempo

Foto: Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians

Ainda invicto em jogos oficiais na temporada, Tite crê que o Timão precisa aprimorar suas atuações nos últimos 45 minutos de partida. Em entrevista coletiva após a vitória por 2 a 0 sobre o São Paulo, neste domingo, na Arena Corinthians, o comandante alvinegro falou sobre o assunto.

“Primeiro, analisar o desempenho. Nós tivemos os quatro jogos um primeiro tempo muito bom. No segundo tempo alternamos situações, uma teve o acidente da expulsão (de Edílson). Em algumas circunstâncias, teve a substituição do Bauza, o Arana estava com cartão, meio receoso com a marcação no Rogério. Mas fez um primeiro tempo muito bom. O segundo tempo, bom”, afirmou o técnico.

Apesar do triunfo no clássico, Tite ressaltou que o Corinthians precisa manter os pés no chão e, a partir desta segunda-feira, voltar suas atenções à disputa da Copa Libertadores da América. “O processo de reformulação trás confiança de um trabalho que está crescendo e o perigo da soberba, de achar que as coisas podem ser fáceis na quarta-feira. Esse é o perigo do jogo de hoje”, continuou.

Com quatro vitórias em quatro rodadas, o Timão permanece na liderança da classificação geral do Campeonato Paulista. Questionado sobre o desempenho de seus atletas, o treinador corinthiano “fugiu do esperado” e, sem rodeios, pontuou que a equipe do Parque São Jorge foi absoluta durante os 45 minutos iniciais do Majestoso.

“Respeitosamente, eu não vi equilíbrio no primeiro tempo, vi uma equipe só. Primeiro tempo foi muito superior. A única chance do São Paulo o Cássio fez uma grande defesa. Constantemente nós pressionamos, é aquilo que eu falo de erro forçado. Nós tivemos duas, três vezes a bola atravessando as tomadas... Primeiro tempo foi muito superior”.

O primeiro gol do Corinthians, anotado pelo atacante Lucca, surgiu de uma falha individual do zagueiro Lucão – pressionado pela marcação de Giovanni Augusto, o defensor são-paulino recuou mal a bola para Denis e entregou para o camisa 30 do Timão, que teve o trabalho apenas de empurrar para o fundo gol. Para Tite, o erro do beque foi mérito do posicionamento do Alvinegro.

“Quando há um passe negativo da equipe adversária, o zagueiro dá um passo pra trás, quem jogou bola sabe, você não consegue ter visão e a tomada de decisão é ruim. Quando dá passe negativo, o São Paulo fez conosco duas, três vezes. Coordenar esses movimentos é fundamental. Eu digo: ‘Fiquem atentos e não deixe. jogar curto’. Eles têm procurado assimilar”, finalizou.

Após quatro vitórias, Tite se preocupa com queda de ritmo na segunda etapa Após quatro vitórias, Tite se preocupa com queda de ritmo na segunda etapa 89

Veja Mais:

  • Copa do Brasil pode mudar avaliação da diretoria sobre Cristóvão

    [Marco Bello] Copa do Brasil pode mudar avaliação da diretoria sobre Cristóvão

    ver detalhes
  • Gustavo, em ação pela primeira vez no Timão

    Em primeiro treino, Gustavo marca, dá assistência e se estranha com companheiro

    ver detalhes
  • Winner Play deixou o clube sem dívidas, garante Corinthians

    NR e dívida: Corinthians esclarece situação com Winner Play

    ver detalhes
  • Renato Augusto e Fagner, campeões brasileiros pelo Corinthians em 2015, se reencontraram na Seleção

    Fagner se apresenta à Seleção; Arana embarca para a Inglaterra

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes